TRE-MT desaprova contas de 2014 do PMDB

21/06/2016 – O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso reprovou a prestação de contas – referentes ao exercício de 2014 – do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB/MT). A decisão foi proferida pela Corte na sessão plenária desta terça-feira (21/06).

O PMDB apresentou as contas zeradas – sem movimentação –, o que acarretou na sua desaprovação. A não-movimentação não condiz com a realidade do partido, já que o mesmo possui filiações constantes, sede, telefone, material impresso, gastos com combustível, entre outras despesas necessárias para o seu funcionamento.

Para o relator do processo, juiz membro Marcos Faleiros da Silva, é improvável que o partido não tenha realizado gastos para sua manutenção e para o desenvolvimento de suas atividades.

“Apenas a título de exemplo, a impressão das folhas de papel ou cópias usadas como documentos nos presentes autos, anexadas pelo Diretório Regional do PMDB, gerou um custo ao partido. Simples e-mails encaminhados ou recebidos, necessitam de serviços de Internet e energia. Assim, cabe ao partido explicar se são doações e quem são os doadores”, explicou o relator.

Por fim, o magistrado destacou que a apresentação de contas zeradas contraria o disposto no artigo 13, parágrafo único, da Resolução-TSE nº 21.841/2004, ensejando a sua desaprovação, por impossibilitar o controle. “A apresentação de contas eleitorais zeradas de um partido de grande abrangência, com alta atividade no Estado de Mato Grosso, capilaridade e relevante tradição, impõe a desaprovação das contas, eis que obsta ao Poder Judiciário Eleitoral a fiscalização devida”, finalizou o relator.

Redação JA

premium

Ler Anterior

IAB ingressa como amicus curiae em defesa de direito sucessório igual para cônjuges e companheiros

Leia em seguida

Proposta dispõe sobre a atuação do MP no acompanhamento à substituição dos lixões por aterros sanitários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *