• 22 de abril de 2021

Taques escolhe Prado como procurador-geral de Justiça

17/01/2015 – O governador Pedro Taques (PDT) escolheu, na noite desta sexta-feira (16), o atual procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Paulo Prado, para cumprir mais um mandato de dois anos à frente do Ministério Público Estadual (MPE).

Taques comunicou pessoalmente a decisão a Prado, em seu gabinete, no Palácio Paiaguás, por volta das 21 horas.

Com a escolha, acabou prevalecendo o critério democrático, já que Prado foi o mais votado pelos promotores e procuradores de Justiça.
“Um desafio e uma grande responsabilidade. Tenho mais uma oportunidade de comandar o Ministério Público e não posso frustrar quem acreditou em mim e, principalmente, a sociedade”
Na eleição, realizada em 10 de dezembro do ano passado, ele obteve 147 votos.

O promotor de Justiça Vinícius Gahyva ficou em segundo, com 68 votos; e o procurador Edmilson da Costa Pereira recebeu 66 votos.

O suspense pela definição da lista tríplice tomou os bastidores nesta semana. Em reação à uma certa pressão, o governador chegou a sugerir aos ansiosos para “tomar maracugina”.

O clima de ansiedade atingiu o ápice na tarde desta sexta, já que o prazo para a escolha se encerraria amanhã (17).

Promotores ligados aos três membros da lista tríplice se reuniram em gabinetes, nas sedes da Procuradoria e das Promotorias, em Cuiabá.
José Medeiros/Secom

Taques e Prado, durante conversa no Paiaguás, na semana passada
A expectativa quanto o anúncio de Taques foi frustrada por volta das 19 horas, quando os grupos se desmobilizaram, convictos de que a decisão seria comunicada no sábado, ou na segunda (19).

A reportagem apurou que, por volta das 20 horas, Taques telefonou a Prado e pediu que ele se dirigisse a seu gabinete. No local, o anúncio foi feito.

“Grande desafio”

Ao MidiaNews, Paulo Prado, que cumprirá seu quarto mandato no comando do MPE, afirmou que recebeu a notícia de sua recondução como “um desafio”.

“Um grande desafio e uma grande responsabilidade. Tenho mais uma oportunidade de comandar o Ministério Público e não posso frustrar quem acreditou em mim e, principalmente, a sociedade”, disse.

“Meu compromisso é de trabalhar de maneira árdua e fazer o melhor que eu puder em defesa das grandes questões sociais, como as relacionadas aos setores essenciais, como Saúde, Educação e Segurança Pública. Reafirmo, nesse momento, meu compromisso de trabalho com as instituições e Poderes de Mato Grosso”, afirmou.

DO MIDIANEWS

premium

Ler Anterior

Juiz bloqueia bens de Silval, ex-secretários e advogados

Leia em seguida

Advogado de Prieto diz que Djalma não respeita a classe

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *