• 6 de março de 2021

Sorriso capacita novos mediadores

A Comarca de Sorriso (410 km a norte de Cuiabá) realiza nesta semana (13 a 17 de abril) o Segundo Curso de Capacitação em Técnicas de Mediação Judicial, de acordo com a Resolução nº 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A capacitação conta com a participação de 32 cursandos, entre eles acadêmicos de Direito, assistentes sociais, professores e servidores públicos.

Rita Medeiros, gestora judiciária do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), destaca que “o curso é de extrema importância para a capacitação e qualificação dos futuros mediadores, visto que eles serão os responsáveis em difundir junto à população de Sorriso e região este novo mecanismo de resolução adequada dos conflitos”.

Ela explica ainda que o mediador é um terceiro imparcial e neutro que tem como papel facilitar o diálogo entre as partes e contribuir para a manutenção das relações interpessoais, principalmente as relações continuadas, promovendo desta forma a pacificação social.

Elite Capitanio, gestora do Juizado Especial, participou do curso e afirma que teve as expectativas superadas. “O curso ministrado exemplificou bem a forma de conduzir uma sessão de mediação, as técnicas que devemos usar e quais as melhores formas para valorizar os interesses e sentimento das partes, mantendo-nos imparciais para melhor solucionar os conflitos”, conta.

Já o juiz coordenador do Cejusc, Anderson Candiotto, ressalta que “a efetiva participação e interesse dos mediadores sob capacitação indica que a filosofia da pacificação é um excelente caminho a ser trilhado a largos passos pela sociedade deste século. Esses mediadores propiciarão grandes conquistas nesta comarca, confiamos nisso”.

Todo o material do curso foi apresentado pelos instrutores Marcela Oliveira Cavalcanti de Ávila, Sebastião José Queiroz Junior e Ubiracy Nogueira Félix.

Parceria – Também durante a semana, o Centro Judiciário da comarca estabeleceu um Termo de Cooperação Técnica com a Universidade de Cuiabá – UNIC/Sorriso. A parceria instituiu que a universidade irá computar como horas aulas extracurriculares a atuação dos acadêmicos de direito junto ao Centro Judiciário, desde o atendimento até a realização das sessões de conciliação/mediação.

Coordenadoria de Comunicação do TJMT

premium

Ler Anterior

Pleno aprova auxílio-saúde para servidores

Leia em seguida

IAB exalta indicação de Fachin para o STF

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *