Sete benefícios de escolhas conscientes para a saúde

25/08/2016 – Longevidade, economia com gastos médicos, autoestima e bom funcionamento do organismo são algumas das melhorias, basta dar o passo inicial!

Já é sabido que uma boa alimentação e a inclusão das atividades físicas na rotina tem total influência na saúde. Na teoria parece fácil, mas a prática exige muita dedicação e comprometimento na busca por um estilo de vida mais saudável, o que em outras palavras também pode ser chamado de escolhas conscientes, em que os benefícios são inúmeros e devem ser considerados com atenção.

De acordo com Marcia Daskal, nutricionista e proprietária da Recomendo Assessoria em Nutrição, as pessoas são responsáveis pelo estilo de vida que decidem ter e a alimentação também é um reflexo: “Dentro de uma dieta equilibrada, mais importante do que contar calorias é levar em consideração a variedade dos ingredientes que compõem uma refeição e a quantidade”, explica.

Já o preparador físico Marcio Atalla salienta o cenário preocupante do sedentarismo. “Apenas 35% da população brasileira pratica atividade física três vezes por semana, sendo que o ideal é 30 minutos por dia e cinco vezes por semana. A falta de exercícios mata todos os anos cerca de 5 milhões de pessoas no mundo, número equivalente ao de mortes por tabagismo e maior do que pela obesidade. O sedentarismo está muito relacionado com o aparecimento de doenças, como pressão alta, diabetes e obesidade”, diz Atalla.

Confira os benefícios de escolhas realmente conscientes:

Atividades físicas

1. Longevidade – As pessoas que fazem exercícios físicos vivem mais, já que a prática ajuda no controle de doenças e na manutenção de níveis bons de colesterol, pressão arterial e glicemia.
2. Autonomia – Com os exercícios, outras atividades do dia a dia tornam-se mais fáceis porque o corpo ganha força e resistência muscular. O sistema imunológico também fica mais forte.
3. Economia – O movimento está relacionado à medicina preventiva, ou seja, os benefícios das atividades são tantos que até podem evitar gastos médicos no futuro, já que o corpo permanece mais saudável e resistente. Uma pessoa que pratica atividades físicas vai sete vezes menos ao médico do que os sedentários.
4. Autoestima – Fazer exercício libera endorfina, melhora a postura e deixa o corpo e a pele mais bonita, refletindo na autoconfiança e no bem estar.

Alimentação equilibrada

5. Bom funcionamento do organismo – A ingestão de todos os nutrientes faz com que o corpo tenha melhor desempenho de suas funções. Nesse caminho, pense que o prato deve ser colorido. As cores dos alimentos são pigmentos e nutrientes que costumam ter ações benéficas, além de tornar o prato mais bonito e quebrar a monotonia.

6. Evita problemas de saúde relacionados à falta de nutrientes – A alimentação equilibrada é aquela que não exclui ingredientes do cardápio. Além disso, pode ser bacana fazer alterações alimentares em direção à uma alimentação mais saudável. Mais do que cortar alimentos, isso significa fazer trocas inteligentes. Lembre-se: está comprovado que a restrição leva à compulsão.

7. Mais conhecimento sobre o que se consome – Quem decide se alimentar melhor, consequentemente, passa a prestar mais atenção na qualidade dos ingredientes e produtos, nos benefícios e também na quantidade. Isso é muito importante porque resgata o prazer pela comida e traz o equilíbrio. Marcia Daskal dá outra dica: “Ler os rótulos dá uma boa ideia do que você está consumindo. A lista de ingredientes está organizada por ordem de quantidades, do maior para o menor. Conhecer o que consome é fundamental para fazer escolhas conscientes!”.

A nutricionista ainda reforça: “Não se esqueça que o organismo precisa de todos os nutrientes para o seu bom funcionamento e, quando há a exclusão de um deles, além do corpo fazer reservas – podendo acumular gorduras, por exemplo – a tendência é que, ao término de uma dieta muito restritiva, o indivíduo compense o que deixou de comer em porções maiores”.

Pense nisso!

Sobre a campanha Doce Equilíbrio: ​

A Campanha Doce Equilíbrio, é uma iniciativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e tem como objetivo promover a informação sobre o equilíbrio na alimentação e estilo de vida. Equalizando o debate sobre o açúcar como componente que pode e deve fazer parte de uma vida saudável, a campanha visa o bem-estar da sociedade. Nas plataformas de blog (http://www.campanhadoceequilibrio.com.br/), Facebook (www.facebook.com/campanhadoceequilibrio) e Instagram (http://instagram.com/campanhadoceequilibrio), o público pode acompanhar e participar interativamente dos conteúdos relacionados ao universo do açúcar. O projeto conta ainda com o apoio da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (SIAMIG), do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (SIFAEG), e do Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba (SINDALCOOL).

Paula Patari
Associate Executive

premium

Ler Anterior

OAB-MT promove I Seminário da Infância e Juventude

Leia em seguida

Deputado de MT sugere a Michel Temer transformação do Incra em agência reguladora

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *