• 8 de março de 2021

Sedec cede sala a auditores para contribuir com os trabalhos de CPI

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) vai disponibilizar uma sala para que os auditores da CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa possam acessar e analisar documentos da pasta. A decisão foi tomada pelo secretário Seneri Paludo nesta terça-feira (02.06), após uma reunião com os deputados estaduais José Carlos do Pátio e Wilson Santos, presidente e membro da CPI, respectivamente. Assim, os auditores da CPI vão poder analisar de maneira mais ágil os processos de empresas beneficiadas pelo Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Prodeic).

Desde o início dessa gestão, por determinação do governador Pedro Taques, a Sedec tem trabalhado para criar um ambiente favorável para fomentar o desenvolvimento socioeconômico do Estado, o que inclui o saneamento e a reformulação do programa. A medida de cessão de um espaço na Sedec demonstra a transparência e a importância com que a atual administração vem tratando o assunto.

Na reunião desta terça-feira, o secretário adiantou aos parlamentares alguns itens da minuta da nova lei chamada de Investe MT, onde irão constar regras e procedimentos claros às empresas que desejam continuar investindo em Mato Grosso e a novos empreendimentos interessados em aportar no Estado.

“Desde o início do mandato o governador Pedro Taques determinou transparência nas ações e estamos adotando procedimentos com o objetivo de viabilizar o fomento da economia mato-grossense, pois sabemos que os incentivos fiscais são fundamentais na política de atração de investimentos para o Estado”, afirmou Paludo.

O deputado José Carlos do Pátio elogiou e agradeceu a atitude do governo. “Assim como o Executivo, acreditamos que os incentivos são muito importantes para o desenvolvimento da economia de Mato Grosso”, ao acrescentar aos servidores da pasta que o objetivo da Comissão vai ao encontro do objetivo da atual administração do Estado.

Segundo o parlamentar, três ou quatro auditores deverão realizar as análises de documentos no ambiente cedido pela Sedec e os trabalhos deverão ter início nesta quarta-feira (03).POR Sandra Amorim-Assessoria

premium

Ler Anterior

TJ comunica suspensão de expediente em Varas de Fazenda Pública

Leia em seguida

Denúncia da OABMT gera investigação do MPF contra instituto que oferece suposto curso técnico para advogar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *