Radares eletrônicos de Cuiabá são aferidos pelo Ipem

09/09/2016 – O  Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT), órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) está vistoriando radares eletrônicos de Cuiabá desde o último dia 05/09. O trabalho é feito anualmente, para garantir que o aparelho está dentro das conformidades. Sem a aferição, os radares não podem autuar os motoristas que ultrapassarem o limite de velocidade previsto.

A ação acontece no período noturno, a partir das 20h. Nesta quinta-feira (08.09) serão aferidos os instrumentos (câmeras) da Rua Comandante Costa com a Avenida Isaac Póvoas e da Avenida Barão de Melgaço com a Isaac Póvoas. Já passaram pela certificação os radares instalados nas Avenidas Monte Líbano e Miguel Sutil.

“Aferimos e emitimos o certificado para liberar o funcionamento. Com aferição vencida não é possível autuar o condutor do veículo. A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá solicitou que fizéssemos esse trabalho antes que vencesse o que foi realizado no ano passado, que seria este mês. A renovação também é solicitada pela empresa licitante, sempre antecedendo o prazo limite”, explicou Benedito Pacheco, técnico metrológico do Ipem.

Desde o início da ação, 30 câmeras já foram inspecionadas. Cada câmera é responsável por uma das faixas da via onde ela está instakada. Nos radares instalados em pistas de três faixas, as três câmeras que executam o monitoramento da velocidade passam pelo aval do Ipem.

Nenhum problema foi identificado até o momento com os radares eletrônicos em Cuiabá. “É difícil encontrar, só se danificarem o equipamento. No ato da aferição, se constatada a conformidade, é colocado um lacre no radar. Se alguém mexer, esse lacre se rompe, portanto, o dano é facilmente identificado”, explicou Benedito.

 

Redação JA

premium

Ler Anterior

JUSTIÇA: AL garante vagas de trabalho para vítimas de violência doméstica

Leia em seguida

TSE aprova mudança no estatuto do PTB sobre prazo de filiação partidária

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *