Procurador Mauro oficializa candidatura com aposta de chegar no 2º turno

24/07/2016 – Em todas eleições como candidato na política de Mato Grosso, nos últimos anos, o candidato do Psol se apresenta agora como candidato à Prefeitura de Cuiabá, Procurador Mauro Lara, considera-se em condições de chegar ao segundo turno e à vitória, mesmo que não faça coligações. Ele criticou duramente a situação da saúde da Capital e acusou o prefeito Mauro Mendes (PSB) de fazer uma administração propagandística, sustentada pela mídia.

Mauro teve seu nome homologado como candidato a prefeito, tendo como vice o advogado José Roberto de Freitas como vice e uma chapa com 18 candidatos à Câmara de Cuiabá.

Em entrevista o Procurador disse que o povo clama por mudanças na capital.Temos, sim, chances reais de ir para o segundo turno e vencer as eleições. E o nosso discurso não muda, porque mantemos nossa principal característica, que é a coerência política! Não faremos alianças espúrias”, determinou Procurador Mauro, enquanto distribuía abraços para eleitores, durante a convenção do Psol, na tarde deste sábado, no auditório da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat).

Procurador Mauro recordou que teve 20% dos votos válidos para a Câmara dos Deputados, em 2014, em Cuiabá. “Temos contato com os eleitores e muitos nos pedem para entrar na disputa. Existem pesquisas [sem revelar institutos] que mostram a nossa viabilidade”, ponderou ele, que projeta gastar menos de R$ 100 mil, embora deva fixar um limite superior, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“Nós acreditamos que o principal problema é a saúde publica. As pessoas continuam morrendo sem cirurgias, sem exame, sem consultas médicas.  Existe grande  quantidade de médicos, sim, mas é essencial abrir as portas dos hospitais”, observou ele. “De nada adianta o Hospital e Pronto Socorro Municipal,  com capacidade imensa de atendimento, e receber só as pessoas que chegam através de regulação e não conseguem ser atendidas, principalmente o atendimento emergencial”, criticou Mauro Lara. Foto Reprodução da convenção do partido

premium

Ler Anterior

Secretário Carlos Fávaro lamenta repercussão negativa sobre leis ambientais

Leia em seguida

Aripuanã abre processo seletivo para juiz leigo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *