Presidente da AL anuncia reposição de perdas inflacionária para servidores

Transparência nos gastos, reduções nas despesas e controle vão permitir que o Legislativo, mesmo devolvendo parte do seu orçamento ao Governo do Estado, conceda os benefícios

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, composta pelos deputados Guilherme Maluf (PSDB) e Ondanir Nininho (PR), respectivamente, presidente e 1º secretário, anunciaram a reposição das perdas inflacionárias nos salários dos servidores ativos e inativos do Parlamento Estadual no percentual de 8,34%, na sessão de hoje (20).

“A partir deste mês de maio, os vencimentos dos servidores da Assembleia Legislativa já estarão corrigidos e sendo pagos com a reposição das perdas inflacionárias, que no caso do Legislativo, é medida de maio de 2014 a abril de 2015, o que elevou o percentual para 8,34% contra os 6,23% concedidos pelos demais Poderes. O Executivo contabiliza o período de janeiro a dezembro de 2014”, disse Guilherme Maluf.

O presidente sinalizou que a Mesa Diretora, que assumiu em 1º de fevereiro, cumpriu e está cumprindo suas obrigações, mesmo tendo que cortar gastos, reduzir custos e devolver parte do seu orçamento para ajudar o Governo do Estado a promover políticas sociais de interesse da sociedade.

Já para o 1º secretário, Ondanir Nininho (PR), as duras medidas adotadas pela atual Mesa Diretora assegurou aos servidores do Parlamento, a reposição das perdas inflacionárias de maio de 2014 a abril de 2015, mas também permitiu que a Assembleia Legislativa em comum acordo com todos os deputados, devolvesse R$ 20 milhões do seu orçamento para que o Governo do Estado aplicasse em setores essenciais como a saúde pública.

“Não é fácil para o gestor público a tomada de decisões, que em muitas vezes acabam desagradando, mas quando olhamos para trás e vemos que o Legislativo efetivamente contribui na administração estadual, na definição de políticas sociais de interesse do cidadão, ficamos satisfeitos. Avaliamos que com o reajuste cumprimos nossas obrigações com os valorosos servidores da Assembleia Legislativa e ainda auxiliamos no engrandecimento de Mato Grosso. Valeu a pena, tomamos as medidas corretas”, disse o deputado Ondanir Nininho (PR), 1º secretário e ordenador de despesas da instituição.

Tanto Guilherme Maluf, quanto Nininho, lembraram que a concessão da reposição das perdas não atrapalhará o cumprimento de outras obrigações para com o servidor da Assembleia, como o pagamento da URV mensal, feita por decisão judicial transitada em julgado.

MARCOS LEMOS/Secom /

IEDA BARROS – Assessoria imprensa da Primeira-Secretaria

premium

Ler Anterior

Luta em favor da Indenização de Fronteira ganha força no Congresso

Leia em seguida

Juíza de Cláudia seleciona assessor de gabinete

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *