PODERES; Medida Provisória deve amenizar crise financeira no TRT-MT

15/06/2016 – Em reunião com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, na tarde desta quarta-feira (15), A presidente do TRT-MT, desembargadora Maria Beatriz Gomes e o senador Cidinho, apresentou os cortes já realizados no Tribunal, incluindo a dispensa de servidores terceirizados.

“A desembargadora informou que, caso não aconteça o aporte para manutenção de pelo menos quatro meses de trabalho, alguns programas importantes serão cortados como as audiências itinerantes”, afirmou.

O senador Cidinho, que esteve acompanhado também pelos deputados federais Fábio Garcia, Valtenir Pereira e Victório Galli,solicitaram ao ministro uma suplementação financeira para o Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso no valor de R$ 2 milhões.

Segundo os parlamentares, o presidente do TST afirmou que recursos extras serão solicitados via medida provisória. “Vamos acompanhar de perto essa situação, pois a situação está preocupante e a bancada está atuante para manter os trabalhos do Tribunal em andamento”, disse.

Redação JA ; Dermivaldo Rocha

premium

Ler Anterior

PJe: Demanda de processos cresce em Rondonópolis

Leia em seguida

Fux: Incide ISS sobre serviço de operadoras de planos de saúde

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *