PMs que prenderam advogado recebem determinação de cumprir serviços comunitários

22/09/2018 – Dois policiais militares que prenderam um advogado em Cuiabá no início de 2016 receberam a determinação de cumprir, como medida disciplinar, a prestação de serviços comunitários em razão dos fatos. A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) foi intimada sobre todas as determinações da transação criminal aplicadas aos policiais.

O advogado recebeu voz de prisão dos policiais militares ao tentar mediar uma situação de conflito no trânsito da Capital. Na ocasião, tentou defender a irmã que, envolvida na questão de trânsito, filmava a atitude dos policiais.

Em razão dos fatos, a OAB-MT, depois de aprovado pelo Conselho Seccional, realizou um ato de desagravo em desfavor da atitude dos servidores. O ato ocorreu em frente ao Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso no dia 18 de fevereiro de 2016.

A atitude dos policiais feriu às prerrogativas da advocacia, tendo em vista que prenderam o advogado de forma arbitrária, sem estar devidamente identificados e sem a presença de um membro da OAB-MT para acompanhar o procedimento, como determina o Estatuto da Advocacia.

Assessoria de Imprensa OABMT

premium

Ler Anterior

OAB VG integra grupo que se prepara para revisão de Plano Diretor da cidade

Leia em seguida

Aeronave com candidato ao Senado Nilson Leitão faz pouso forçado em Água Boa

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *