>PJe: servidores da Turma Recursal fazem treinamento

Cerca de 20 servidores da Secretaria da Turma Recursal Única do Poder Judiciário de Mato Grosso (TJMT) passaram nesta terça-feira (26 de abril) pelo segundo dia de treinamento sobre o Processo Judicial Eletrônico (PJe), na Escola dos Servidores do Poder Judiciário mato-grossense.

A capacitação visa preparar técnicos e analistas judiciários, oficiais de Justiça e estagiários da Turma Recursal Única para manusear a ferramenta, que foi implantada na unidade judiciária ontem. A cerimônia foi realizada no plenário da Turma Recursal Única, localizado no Anexo Desembargador António Arruda.

O PJe é um sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com os tribunais de todo o País. A finalidade é oferecer uma única plataforma de processo eletrônico que permita o acompanhamento e prática de atos processuais, independente da tramitação ser efetuada no âmbito da Justiça Federal, Estadual, Militar ou na Justiça do Trabalho.

O instrutor da Coordenadoria de Tecnologia da Informação, Rosivaldo Rodrigues, explica que o treinamento sofreu mudanças desde o início das implantações. “Como observamos algumas dificuldades pontuais quanto ao padrão de navegação de uma tarefa para outra, decidimos que iríamos enfatizar um pouco mais este tipo de ação. Contudo, algumas atividades são específicas de cada área, neste caso, sanamos as dúvidas conforme vamos identificando-as”.

A inclusão de documentos, intimação, inclusão de processos em pauta, tramitação entre tarefas e redistribuição processual foram algumas das instruções ministradas para a turma.

Para a gestora do Juizado Especial do Cristo Rei, Mirassol Ferreira Ramos, o treinamento é essencial para a utilização da nova plataforma. “A capacitação nos deu um norte sobre o acesso ao sistema, que pareceu fácil e mais organizado em pastas. A ferramenta se mostrou dinâmica e célere quanto à localização e andamento processual”.

A estagiária da Secretaria da Turma Recursal Única, Barbhara Hellena Oliveira e Silva, considera a qualificação como o melhor meio para aprender sobre a plataforma. “Estou bastante segura para usar a ferramenta, pois foi tudo bem explicado pelo instrutor. E aprendemos, principalmente, as tarefas que iremos realizar no dia-a-dia”.

De acordo com a gestora da Turma Recursal Única dos Juizados Especiais, Karine Lozich Dias, o treinamento é muito útil porque mostra o funcionamento real do sistema. “Sem este treinamento não teríamos noção sobre o processo eletrônico que veio para facilitar o trabalho jurisdicional. Um dos princípios preconizados pelo Judiciário”.

A gestora assinala ainda que o treinamento tem outra vantagem direta, abre a possibilidade de identificar as necessidades do setor e fazer as adequações e ajustes em relação ao fluxo de serviço prestado.

Continuidade – O treinamento para os servidores dos gabinetes será realizado na quarta e quinta-feira (27 e 28 de abril), in loco, paralelamente à operação do PJe.

Por Viviane Moura

premium

Ler Anterior

2704/2016 – PJe avança para o segundo grau de jurisdição em MT

Leia em seguida

>TRE;Sessão plenária de 28 de abril é transferida para sexta-feira (29/04)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *