> Pinheiro estuda a possibilidade de extinguir a verba de gabinete

A Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá analisa a possibilidade de acabar com a verba de gabinete da Casa de Leis. O presidente do Parlamento municipal, vereador Júlio Pinheiro (PTB) afirma que a proposta está sendo debatida com os demais parlamentares.
“Nós estamos fazendo um estudo para acabar com esta verba. A verba de gabinete é utilizada para a contratação de funcionários para o gabinete, por isso recebe nome. Isso é um recurso que não vai para o vereador, que o vereador não embolsa. A população não entende que e contrato de funcionário. Eles acham que este valor também e recebido pelo vereador e não é. Então nos vamos acabar com isso”, enfatiza o parlamentar.
A vontade do petebista é que a medida passe a ser aplicada ainda este ano. O principal objetivo é reduzir as polêmicas em trono dos benefícios concedidos aos parlamentares cuiabanos, bem como causar economia aos cofres públicos.
“Vamos acabar com este negócio de que o vereador tem mais tantos mil de verba de gabinete para receber”, pontua.
De acordo com ele, as equipes econômica e jurídica da Casa de Leis estão trabalhando em conjunto neste estudo. Atualmente, a verba de gabinete está fixada em R$ 27 mil.
“A Casa vai disponibilizar funcionários para o gabinete de acordo com a demanda dos vereadores. Por isso a necessidade de um estudo aprofundado. Vamos sentar conversar com todos os parlamentares e criar um lotacionograma de cargos e distribui entre os 25 gabinetes”, explica. Assessoria de Imprensa – Kamila Arruda.

premium

Ler Anterior

08/07/2015 – Lei que obriga uso de dispositivo de segurança é sansionado

Leia em seguida

> LDO de 2016 já conta com 12 emendas

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *