Para Deputado Federal, Fethab coopera com a transformação de MT

“O Estado de Mato Grosso está se transformando e parte dessa transformação está sendo proporcionada pelos prefeitos com as obras de infraestrutura em andamento paga com os recursos da partilha do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab)”, a afirmativa partiu do deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT), neste domingo (09), em Reserva do Cabaçal, ao parabenizar os gestores municipais pelo empenho e trabalho realizado na recuperação de rodovias e estradas não pavimentadas e pontes, nos 141 municípios.

O deputado progressista explicou a importância do recurso para as prefeituras que passam por um momento difícil, mas que estão preparadas e executando os trabalhos de infraestrutura de forma eficiente. “Os prefeitos estão comprometidos com a aplicação eficiente dos recursos e os resultados dos investimentos já se tornam realidade, transformando os municípios nesse momento de crise”, considerou Ezequiel.

Os recursos começaram a ser repassados pelo governo do Estado em 10 de abril deste ano, após decisão, em março, do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou o pagamento do fundo às prefeituras. O repasse estava suspenso desde 31 de dezembro de 2014, por determinação do juiz Gilberto Bussiki. Na época a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) ingressou com recurso para garantir o repasse.

Criado no ano 2000, por meio da Lei número 7.263, o Fethab tem a finalidade de atender e recuperar a malha viária do Estado. Já no ano de 2014, a Assembleia Legislativa aprovou nova Lei, número 10.051, estabelecendo que 50% dos recursos do Fundo sejam obrigatoriamente destinados aos municípios.
“Quero parabenizar também a Associação Mato-grossense dos Municípios pela prestação de contas da aplicação dos recursos junto à sociedade, há um compromisso com a transparência da aplicação dos recursos e essa é uma atitude louvável, o repasse chega na hora que os prefeitos mais precisam de apoio”, considerou o deputado Ezequiel. FONTE Adrielle Piovezan

premium

Ler Anterior

STF analisará recurso que discute perdão de dívida tributária decorrente de benefícios inconstitucionais

Leia em seguida

Assistentes sociais querem cumprimento de lei federal no serviço público municipal de Cuiabá

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *