> Oficiais de justiça fazem treinamento sobre PJe

Trabalhando há 30 anos no Poder Judiciário de Mato Grosso, o oficial de justiça Luiz Antonio Alves de Souza, 55 anos, é daqueles servidores que já vivenciou diversas mudanças dentro do Judiciário. Ele iniciou na profissão quando tudo era manual, mas vê com bons olhos as transformações e o uso cada vez maior de novas tecnologias, como o Processo Judicial Eletrônico (PJe), no ambiente de trabalho. Para ele, a era digital não é o futuro, é o agora.

Luiz Antonio está entre o grupo de oficiais que atua na Comarca de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e que participou nesta segunda-feira (28 de março) de um treinamento sobre o PJe, plataforma tecnológica que será implantada na unidade judiciária no dia 12 de abril. O curso, ministrado na Escola dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso, foi realizado no período da manhã e à tarde, para turmas diferentes.

“O Tribunal de Justiça do Estado está sempre acompanhando as mudanças e somos convidados para nos capacitar. A Comarca de Rondonópolis vem crescendo gradativamente e estes cursos são fundamentais para aprimorarmos o nosso trabalho. O PJe, na minha avaliação, vem para facilitar o nosso trabalho, dar mais agilidade ao que fazemos. Nós do Judiciário temos que acompanhar a evolução tecnológica. Tudo o que é novo nós achamos um pouco complicado, o que é natural, mas aos poucos vamos assimilando, colocando em prática e aprendendo, mas depois que a gente aprende é só seguir em frente e realizar um bom trabalho.”

Quem também está animado com o curso é o oficial de justiça Jean Fábio, que atua na área há três anos. “Estou achando o treinamento bem interessante. O PJe é uma ferramenta nova, moderna e que vai tornar o processo mais ágil. Na prática isso vai ajudar bastante o nosso trabalho no fórum. A ferramenta é bastante intuitiva e de fácil operação. Como já usamos uma ferramenta parecida, o Apolo, estou entendendo bem o PJe. Acredito que na prática não teremos muita dificuldade, mas se tivermos dúvidas teremos suporte, então estou tranquilo e defendo que a mudança é bem-vinda”.

Conforme o instrutor da Coordenadoria de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Rosivaldo Rodrigues, o cronograma de treinamento de implantação do PJe está sendo seguido rigorosamente. Como vem acontecendo em todas as comarcas que estão recebendo a plataforma, o treinamento é ministrado em dois momentos. Primeiro, para o público interno – realizado na Escola dos Servidores – e, segundo, para o público externo, feito na própria comarca.

O treinamento é bastante didático, prático e feito para os usuários tirarem todas as dúvidas. “No curso nós mostramos o passo a passo de como usar o PJe, desde como acessar, qual navegador usar, até como é a ferramenta por dentro. O PJe é bastante simples, o mais complicado do PJe é a timidez do usuário ao manusear o computador. Quem tem a facilidade de dar o primeiro passo, clicar os botões, de enfrentar as primeiras dificuldades, leva o sistema sem nenhum problema”, assegura.

Ele destaca que no curso o que mais lhe preocupa são as pessoas que nunca perguntam nada, que não questionam ou tiram dúvidas. “Apesar de o sistema ser intuitivo e fácil, é interessante que as pessoas interajam. Perguntem como funciona, o que faz determinado botão, como usar no dia a dia, ou seja, dúvidas são sempre interessantes de serem tiradas e o curso é o momento de aprender. Nós instrutores estamos ali para isso, para ajudar”.

O programa completo de treinamento engloba oficiais de justiça, servidores das secretarias, juízes leigos, magistrados, assessores dos magistrados, conciliadores e até mesmo os estagiários, que recebem treinamento na própria comarca, além de advogados, defensores, promotores e procuradores.

Treinamento – Depois dos oficiais de justiça, será a vez de juízes e assessores de magistrados passarem pela capacitação. O curso para estes servidores acontece nos dias 29 e 30 de março, das 8 às 18 horas, em duas turmas distintas. Já nos dias 31 de março, 1º, 4 e 5 de abril será a vez dos servidores das Secretarias passarem pelo treinamento na Escola dos Servidores.

Para o público externo da Comarca de Rondonópolis o curso será ministrado na própria unidade judiciária. No dia 6 de abril, das 9 às 12 horas será para advogados, e das 14h às 18h para defensores, promotores e procuradores.

POR Janã Pinheiro

premium

Ler Anterior

> 71º Encontro de Corregedores do Brasil começa amanhã em Cuiabá: confira a programação

Leia em seguida

> Estágio: Aripuanã divulga inscrições deferidas

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *