> OABMT participa de primeira audiência por meio de videoconferência

A diretoria da OABMT participou na manhã desta quarta-feira (22 de julho) da primeira sustentação oral feita por meio de videoconferência, realizada na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, durante a sessão de julgamento da Segunda Turma. A defesa foi feita pelo advogado André Luiz Rossi, de Tangará da Serra, que representou a empresa em um processo cujo empregado havia sido alvejado por arma de fogo. Na ocasião, o relator do recurso entendeu, com base nas provas juntadas aos autos, não ter havido culpa objetiva do empregador, uma vez que o fato não guardava relação com as funções exercidas pelo empregado.

 

O presidente da Seccional, Maurício Aude, consignou que “a inauguração da ferramenta permitirá a advocacia melhores condições de trabalho. Trabalhar com mecanismos modernos como esse certamente contribuirá para a dia a dia do advogado e advogada. Vivemos em um Estado continental e a videoconferência proporcionará mais segurança ao profissional do direito, uma vez que não precisará viajar longas distâncias, tendo, consequentemente, mais qualidade de vida, sem contar que o acesso do jurisdicionado à justiça se concretiza ainda mais”.

 

O advogado André Rossi, que fez a primeira sustentação oral, de Tangará da Serra, compartilhou do mesmo entendimento. “Elogio o brilhante trabalho que o TRTMT vem desenvolvendo, o qual proporciona aos advogados, agora, a fazerem suas sustentações orais à distância, não precisando se deslocar até a capital. Isso acarreta em menos despesa e o jurisdicionado fica mais próximo do órgão, além de garantir mais acessibilidade à justiça”.

 

O presidente do tribunal, desembargador Edson Bueno, afirmou que a ferramenta era um sonho do TRTMT. “Hoje cumprimos mais um compromisso com a sociedade e com os advogados. O projeto ainda é piloto e está em funcionamento em algumas unidades do interior. Nossa intenção é expandi-la para as 38 Varas do Estado”. Ele acrescentou que a videoconferência é uma opção ofertada aos advogados, não sendo obrigatória sua utilização.

 

Já a vice-presidente do órgão, desembargadora Maria Beatriz Theodoro, destacou que “a justiça do trabalho sempre primou pela celeridade e a parceria com a OABMT ajuda na facilitação do trabalho executado por todos os autores do sistema judiciário. Essa solenidade proporciona o acesso integral à justiça”, resumiu.

 

 

Fotos: TRTMT

premium

Ler Anterior

> Audiência Pública vai discutir recursos das obras do PAC em Várzea Grande

Leia em seguida

> Presidente da Comissão de Direito Carcerário será debatedor em Fórum Internacional

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *