• 22 de abril de 2021

> OAB / TRANSPARÊNCIA NA OAB : “Advogado precisa saber exatamente onde é gasta sua anuidade”

O pré-candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Mato Grosso, Fabio Capilé, é a favor da total transparência dos recursos arrecadados pela entidade. Segundo ele, a OAB tem um papel fundamental na sociedade, inclusive para nortear novas e boas práticas.

“O advogado precisa saber exatamente onde está sendo gasta sua anuidade, o que está sendo pago e o que está sendo revertido em seu benefício. Isso somente é possível por meio de uma demonstração detalhada das contas da OAB-MT de forma clara e objetiva”, argumenta Capilé.

Ele ressalta que a prestação de contas não pode ser genérica, com balancetes que não retratam a realidade financeira da instituição item por item. “Afinal de contas, a anuidade da OAB não é barata e o gestor precisa fazer os devidos esclarecimentos para os advogados”, enfatiza.

Advogado especialista em Direito Público, ele é defensor das práticas voltadas para a transparência, inclusive como entrave à corrupção. Para Capilé, a transparência das contas da OAB é, também, de interesse público. “Essa transparência necessária vai além do interesse apenas dos advogados”, avalia.

Ele lembra que a OAB é uma das entidades mais fortes da sociedade brasileira, que deve participar ativamente da condução dos rumos sociais do país. “No Brasil e no mundo, fala-se em dar transparência ao uso de recursos públicos. A OAB tem de olhar para dentro de casa também e, como gestora da anuidade dos advogados, deve implantar a mesma transparência que exige de entes públicos”, compara.

Disputa eleitoral

A eleição da OAB-MT acontece no dia 27 de novembro. Entre os nomes cotados à disputa estão os de Pio da Silva e José Moreno, da oposição. Ambos, inclusive, já concorreram ao posto, mas não ganharam as eleições. Pelo grupo situacionista, aparece Léo Capataz, Eder Pires e Cláudia Aquino. Capilé é apontado como um candidato independente.

Dos 15 mil advogados ativos, de acordo com a OAB, só têm direito a voto os que estão adimplentes com o órgão – aproximadamente 9,7 mil advogados. O número exato de quem está apto a concorrer só é fechado dias antes de acontecer a votação. A votação será por meio de urna eletrônica nas 29 seccionais espalhadas pelo Estado.

premium

Ler Anterior

19/09/2015 – Silval é levado à delegacia, mas se mantém calado

Leia em seguida

> OAB / PROJETOS PARA ESA : Pio da Silva e apoiadores buscam futura parceria com a UFMT

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *