• 6 de março de 2021

OAB Sinop cobra novamente instalação da Delegacia da Mulher no município

Durante reunião realizada na quinta-feira (19 de março) com a vice-presidente da OAB/MT, Claudia Aquino de Oliveira, representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a vice-prefeita, Rosana Martinelli, a diretoria da OAB Sinop e membros da Comissão do Direito da Mulher da Subseção entregaram um ofício solicitando o apoio da primeira-dama do Estado, Samira Martins, para que a Delegacia da Mulher seja construída e entre em funcionamento o quanto antes.

“É muito necessário que haja uma delegacia em Sinop especializada em atender as mulheres vítimas de violência. Os números são alarmantes em todos os municípios. A implantação de delegacias em Mato Grosso já foi aprovada por Lei Federal, juntamente com recursos financeiros para que as construções sejam iniciadas. São 15 cidades premiadas no Estado e Sinop é uma delas. Agora precisamos que o governo faça sua parte para que esses repasses sejam liberados para que as próximas etapas avancem”, informou Claudia Aquino.

A presidente da Comissão da OAB Sinop, Andreia Varea, ressaltou a importância da integração entre as instituições. “Estamos reforçando, por meio da Seccional, nossa reivindicação junto ao governo do estado para que a delegacia da mulher em Sinop se torne uma realidade. Vamos acompanhar o andamento em Cuiabá e em abril voltamos a nos reunir para discutirmos quais ações podem ser realizadas para a concretização dessa meta”, afirmou.

Para a coordenadora da secretaria de Assistência Social e presidente do presidente do Conselho Municipal do Direito da Mulher, Daniela Sevignani Constantini, o documento também reforça os fatores necessários para que a delegacia atenda com qualidade ao público. “É importante a capacitação especializada de quem vai fazer esse atendimento e que a própria delegacia seja feita num local exclusivo e não junto a outros departamentos para preservar a identidade da mulher vítima de violência, isso influencia na realização da denúncia no local, diante de uma equipe toda engajada, que saiba identificar o problema e ajudar a superar o ciclo da violência”, destacou.

Fonte: OAB/Sinop

premium

Ler Anterior

Subseção de Colíder presta homenagem às mulheres em evento realizado na Câmara Municipal

Leia em seguida

Atame oferece curso de pós-graduação em Direito Civil e Processo Civil

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *