• 21 de abril de 2021

> OAB / PROJETOS PARA ESA : Pio da Silva e apoiadores buscam futura parceria com a UFMT

Na tarde desta quarta-feira (16), o pré-candidato à presidência da OAB-MT, advogado Pio da Silva, líder do movimento “A Ordem em Transformação”, reuniu-se com a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Maria Lúcia Cavalli Neder, ocasião em que apresentou propostas do Plano de Gestão do movimento. Propostas que, segundo Pio da Silva, estão sendo debatidas com advogados e como setores relevantes da sociedade mato-grossense.

“A UFMT pode trazer muita riqueza a uma gestão da OAB-MT, particularmente no que se refere à Escola Superior de Advocacia (ESA) da entidade. A UFMT, com sua larga experiência educacional pode contribuir com a modernização de nossa escola, inclusive com a possibilidade de construir junto a oferta de um mestrado profissional”, afirmou Pio da Silva ao entregar uma primeira versão do Plano à reitora.

A busca por estreitar o relacionamento com a UFMT através do fortalecimento da Escola Superior de Advocacia faz parte da estratégia do movimento, que tem suas propostas construídas coletivamente.

A reitora se mostrou aberta para uma possível parceria neste sentido. “A universidade tem todo interesse em ter diálogo permanente com a Ordem de Advogados do Brasil (OAB), tanto um diálogo em torno das grandes causas, como nos temas relacionados à especializações na área do direito. Hoje não há uma parceria nesse sentido, mas pode ser construída”, destacou a reitora Maria Lúcia Neder ao dizer de sua satisfação em participar do debate e que a UFMT está aberta para o diálogo com todos aqueles que a procuram.

“A ideia do movimento é que essa parceria no futuro possa gerar especializações, cursos, palestras e o lançamento da Revistas Eletrônica da OAB-MT, para difusão de artigos científicos e ampliação do espaço de aprendizado dos advogados”, destacou o advogado Bruno Boaventura, também integrante do movimento. ASSESSORIA

premium

Ler Anterior

> OAB / TRANSPARÊNCIA NA OAB : “Advogado precisa saber exatamente onde é gasta sua anuidade”

Leia em seguida

18/09/2015 – TRIBUTAÇÃO INDEVIDA : Empresa que opta pelo sistema Simples não deve pagar adicional de 10% do FGTS

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *