OAB-MT cobra celeridade na apuração do crime em Juscimeira e retorno de presos provisórios à Cadeia de Chapada

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) tratou de dois assuntos em audiência nesta terça-feira (20) com o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, na sede da Sesp. Cobrou celeridade na apuração do violento latrocínio que vitimou o advogado de Rondonópolis, João Anaides Cabral Neto, e também pediu o retorno de presos provisórios que foram transferidos da Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães. A remoção gerou descontentamento não só para advocacia, mas também familiares dos detentos.
O brutal crime aconteceu em um rancho na zona rural de Juscimeira (a 164 km de Cuiabá) na noite de domingo (17). O delegado Diogo Santana, Superintendente da Inteligência da Sesp, que também participou da reunião, garantiu que as investigações estão avançando, sob a tutela do delegado Ricardo Franco, e que muito em breve o caso deve ser solucionado.
img“Uma força tarefa está sendo montada e, se Deus quiser, logo, logo teremos o desvendar desse brutal assassinato envolvendo infelizmente o João. Estamos cobrando celeridade e saímos daqui com essa garantia”, comentou o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos. Ele ressaltou que tanto o conselheiro Bruno de Castro quanto o presidente da subseção de Rondonópolis, Stalin Paniago, estão acompanhando o caso.
Outra pauta da reunião foi a remoção de presos provisórios da Cadeia Pública de Chapada. O secretário Bustamante explicou que isso ocorreu em razão de reforma tanto na Cadeia Pública de Santo Antônio de Leverger, que acolhe presos da Segurança Pública, quanto na unidade de Chapada.
Neste final de semana, foi transferido todo o contingente de Chapada, que passou a receber os presos de Leverger, onde a obra de reforma já vai começar.
Quanto ao retorno dos presos provisórios da Chapada, o secretário Executivo de Administração Penitenciária da Sesp, Edson Cruz, disse, na reunião, que dentro de 60 dias, após uma análise das reformas nas duas unidades, poderá dar um posicionamento sobre isso.
Também participaram da reunião a vice-presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso, o Secretário-Geral, Flávio José Ferreira, o presidente da Comissão de Direito Carcerário da OAB-MT, Maury Borges da Silva, e a advogada e vereadora em Chapada, Fabiana Nascimento, além do secretário adjunto da Sesp, coronel Victor Fortes.
Por: Keka Werneck

Rocha

Ler Anterior

Estado multa empresa em R$ 13 milhões por fraudes em contratos de softwares educacionais

Leia em seguida

Polícia Civil cumpre prisão de autor de crime de tortura e homicídio

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *