Nova diretoria e conselheiros tomam posse

05/01/2015 – Em cerimônia interna, a Defensoria Pública do Estado realizou, na tarde da última sexta-feira (02), a posse do defensor público-geral, Djalma Sabo Mendes Júnior, do corregedor-geral, Cid de Campos Borges Filho, do ouvidor-geral, Lúcio Andrade Hilário, bem como dos seis conselheiros superiores da Instituição, para exercerem mandato no biênio 2015/2017.

Empossado para mais dois anos à frente da Defensoria Pública pelo presidente do Colégio de Defensores Públicos em substituição e primeiro subdefensor público-geral, Silvio Jéferson de Santana, Djalma Mendes ressaltou que o trabalho da administração superior será desempenhado em conjunto com os demais defensores públicos, discutindo problemas e encontrando soluções, a fim de transformar a Defensoria em uma Instituição ainda mais conhecida e respaldada pela sociedade. “Nós fazemos a diferença na vida das pessoas e é nelas que temos que pensar”.

O defensor-geral, empossado para o terceiro mandato não consecutivo, também assinalou que a administração fará sua parte, mas também será dura na cobrança da prestação de um serviço ainda melhor para a população. “Superamos questões como a salarial e assessoria jurídica dos defensores, agora vamos investir principalmente em infraestrutura, mas também seremos duros em relação ao papel desemprenhado pelos defensores públicos. Me candidatei novamente porque acredito na Instituição e sei que podemos fazer a diferença. Continuaremos trabalhando duramente, fazendo a gestão política necessária para a Instituição crescer e a sociedade se orgulhará ainda mais da defensoria. O futuro nos espera”.

Já o novo corregedor-geral da Instituição, Cid Borges, destacou que assume o cargo com o sentimento de servir a todos indistintamente. “Exerci este cargo por dois mandatos e aprendi o caminho. Hoje temos segurança e experiência para esse desafio totalmente diferente. A dimensão da defensoria é outra, mas assumo com a vontade de trabalhar para que sejamos efetivamente agentes políticos públicos de transformação social”.

Lúcio Andrade, por sua vez, lembrou que serão dois anos de muito aprendizado. “Fazer o intermédio entre a sociedade civil e a Defensoria é um grande desafio. No entanto, me sinto preparado. É uma honra integrar os quadros da Defensoria Pública”.

Também foram empossados os seis Conselheiros, sendo eles Rafael Rodrigues Pereira Cardoso, Diogo Madrid Horita, José Carlos Evangelista, Alex Campos Martins, Maria Luziane Ribeiro e Elianeth Gláucia Nazário. A posse, realizada no gabinete do defensor público-geral, foi prestigiada por defensores públicos de todo o Estado.

ASSESSORIA DEFENSORIA

premium

Ler Anterior

Alvo de críticas, delação premiada tem mostrado eficácia

Leia em seguida

AMM vai recorrer da decisão que suspendeu repasses do Fethab para os municípios

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *