NOTA DE PESAR; Diretoria do Jornal Advogado lamenta falecimento de Sinjão Capilé

A diretoria do jornal advogado lamenta o falecimento de João Augusto Capilé, avô do conselheiro estadual e presidente da Comissão de Saúde da Seccional, Fábio Capilé. Ele morreu nesta terça-feira (2 de junho), em Cuiabá, aos 99 anos, após uma parada cardiorrespiratória.

Sinjão Capilé, como era conhecido, nasceu em Rio Brilhante (MS), era casado com Roma Capilé com quem veio para Cuiabá em 1961 e mais oito filhos. O prefeito Mauro Mendes assinou o decreto 5.783, determinando luto oficial de três dias pelo falecimento de João Augusto Capilé, um dos mais antigos funcionários que passaram pela Prefeitura de Cuiabá.

Ele foi prefeito de Dourados (MS) por dois mandados antes da divisão do estado. Em Mato Grosso presidiu a Comissão de Planejamento da Produção, coordenou um projeto da colônia Rio Branco na região de Cáceres; fundou o Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat); coordenou do Projeto da Usina de Açúcar de Jaciara; montou e articulou um projeto de cooperação “Peace Corps” em parceria com o Governo. Também presidiu a Companhia Telefônica Cuiabana e implantou a linha interurbana (DD). Coordenou no estado vários projetos setoriais, como o da bacia leiteira, das linhas de energia elétrica, entre outros. Passou pela Companhia de Desenvolvimento de Mato Grosso e outros órgãos.

Segundo a filha, a cantora Vera Capilé, Sinjão morreu quando toda a família estava reunida cantando para o pai. “Ele já planejava a sua festa de 100 anos e convidava a todos. No ano passado, chegou a dizer que iria andar de VLT [Veículo Leve sobre Trilhos] antes de morrer. Ele sempre foi ativo, valente e estava à frente do seu tempo. Tudo o que aprendi devo a meu pai”, destacou.

Fábio capilé; Meu querido vovô.

Hoje a saudade toma o meu peito, não enxergo mais sua face, a alegria seu jeito, tudo se fez despedida;

Só quem sabe o que é amar é que pode dimensionar o que estou sentindo. A brasa hoje se fez cinza, a alegria se fez dor. Não terei mais suas poesias e o seu carinho. Só me restam os bons exemplos e a sua lembrança. Minha alma se dissolve em pranto, e o meu canto, embargado, cala-se!

Obrigado por ter feito de mim um ser mais completo, um ser mais feliz!

O corpo de Sinjão está sendo velado na Capela Santa Rita, na capital. O enterro está previsto para as 10h desta quarta-feira (3), no cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.POR IMPRENSA OAB E REDAÇÃO JORNAL ADVOGADO

premium

Ler Anterior

Ex-juiz será interrogado por acusação de maus-tratos

Leia em seguida

Advogados pedem valorização do direito previdenciário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *