• 9 de março de 2021

MP divulga 13 novos editais de remoção

13/03/2015 – O Conselho Superior do Ministério Público do Estado de Mato Grosso divulgou nesta quinta-feira (12), 13 novos editais de Remoção. Nos termos do art. 108 da Lei Complementar nº 416/2010, c/c art. 32 do Regimento Interno do CSMP, o prazo para inscrições é de 48 horas. São eles:

01 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 127/2015 – Entrância final
– 33ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá – Critério Antiguidade.

02 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 128/2015 – Entrância Final
– 13ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Merecimento.

03 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 129/2015 – Entrância Final
– 3ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Antiguidade.

04 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 130/2015 – Entrância Final
– 7ª Promotoria de Justiça Cível de Várzea Grande – Critério Merecimento.

05 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 131/2015 – Entrância Final
– 38ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá – Critério Antiguidade.

06 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 132/2015 – Entrância Final
– 23ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Merecimento.

07 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 133/2015 – Entrância Final
– 24ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Antiguidade.

08 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 134/2015 – Entrância Final
– 25ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Merecimento.

09 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 135/2015 – Entrância Final
– 26ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Antiguidade.

10 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 136/2015 – Entrância Final
– 27ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá – Critério Merecimento.

11 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 137/2015 – Entrância Final
– 2ª Promotoria de Justiça Cível de Várzea Grande – Critério Antiguidade.

12 – EDITAL DE REMOÇÃO Nº 138/2015 – Entrância Final
– 9ª Promotoria de Justiça Criminal de Várzea Grande – Critério Merecimento.

13 EDITAL DE REMOÇÃO Nº 139/2015 – Entrância Final
– 7ª Promotoria de Justiça Criminal de Rondonópolis – Critério Antiguidade.

premium

Ler Anterior

AMAM diz que acusações da OAB-MT contra magistrado não são verdadeiras

Leia em seguida

PSL ingressa no Supremo contra normas da Lei Anticorrupção

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *