• 28 de fevereiro de 2021

Lewandowski concede acesso a inquérito de investigados

26/01/2015 – O ministro Lewandowski, presidente do STF, deferiu liminar para garantir a Carlos Alberto da Costa e Silva e a seus advogados acesso, “exclusivamente nas passagens e relatos que lhe digam respeito”, aos autos de um dos inquéritos em tramitação na 13ª vara Federal Criminal de Curitiba/PR, decorrentes das investigações da Operação Lava Jato.

O ministro assinalou que a negativa de acesso ao processo “não se afigura razoável”, uma vez que a súmula vinculante 14 assegura ao defensor regularmente constituído “acesso amplo aos elementos de prova” que digam respeito ao exercício do direito de defesa. Costa e Silva está preso temporariamente desde novembro de 2014.

Lewandowski deferiu parcialmente a liminar – não se trata de acesso ao inquérito da Lava Jato e nem às delações premiadas. O acesso deve se limitar “exclusivamente aos relatos e fatos que lhe digam respeito, a fim de se preservar o caráter sigiloso das investigações em andamento”.

O ministro registra, ainda, que aquele que vier a obter conhecimento das investigações mediante vistas dos autos “deverá guardar sigilo, resguardando-se, assim, a intimidade de eventuais terceiros envolvidos”.

POR MIGALHAS

premium

Ler Anterior

STF julgará possibilidade de licitação de serviço de advocacia

Leia em seguida

Pensão por morte não pode ser paga ao mesmo tempo à viúva e à concubina

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *