Justiça Eleitoral rejeitou embargos de declaração e manteve sentença de cassação da prefeita de Várzea Grande Lucimar campos

10/10/2017 – O magistrado Carlos José Rondon Luz, da 20ª Zona Eleitoral, manteve a cassação dos diplomas da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos e do vereador Chico Curvo, presidente da Câmara Municipal.

A decisão desta terça-feira (10) rejeitou embargos de declaração e manteve sentença que levou em conta os crimes de captação ilícita de sufrágio e abuso de poder político. O Vice-Prefeito José Aderson Hazama também segue cassado.

Os advogados buscavam comprovar que a sentença recorrida apresenta omissões, contradições, obscuridades e erros materiais. Carlos José Rondon Luz descartou os argumentos.

Conforme os autos, a ação de investigação judicial eleitoral foi proposta contra a coligação “Mudança com Segurança”, na figura da atual Prefeita Municipal de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, do presidente do Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande, Eduardo Abelaira Vizotto, do vereador Benedito Francisco Curvo e do atual Vice-Prefeito José Aderson Hazama.

premium

Ler Anterior

Comissionados da Câmara Municipal de Cuiabá são exonerados e vaiam representante

Leia em seguida

Juiz Marcos Faleiros, determinou segredo de justiça na ação penal da Operação Zaqueus

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *