> Justiça Comunitária chegará a Barra do Garças

O programa Justiça Comunitária chega a mais um município de Mato Grosso. Desta vez, a visita do coordenador estadual da iniciativa, juiz José Antonio Bezerra Filho, ocorreu na Comarca de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), na última sexta-feira (2 de outubro). A reunião foi realizada com o juiz diretor do foro, Bruno D’Oliveira Marques, e também com o juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da cidade, Michel Lotfi Rocha da Silva, além dos demais magistrados. Esta ação atende a uma das metas definidas pela atual gestão da Justiça Comunitária de expandir os postos de atendimento para pelo menos três comarcas ainda este ano.

 

De acordo com o juiz coordenador da Justiça Comunitária, a reunião foi fantástica. Na oportunidade, ele explanou aos presentes sobre as ações desenvolvidas pelo programa, bem como seu funcionamento. “Fizemos o realinhamento de todas as ações e os juízes ficaram muito motivados”, disse.

 

O foco das ações nesta região, conforme informou José Antonio, será nos municípios circunvizinhos a Barra do Garças, que são mais carentes de serviços e de outros atendimentos, como General Carneiro, Torixoréu, Ribeirãozinho, entre outros. Para isso, já foi acertada a contratação de três agentes comunitários para atender essa demanda. “O doutor Bruno encampou as ideias e já estamos no procedimento do recolhimento de dados dessas localidades. Antes do Natal pretendemos realizar serviços nesta região”, acrescentou.

 

Segundo informou a gestora da Justiça Comunitária, Tatiane Guerra, também foram tratadas questões como estratégia de implantação e políticas de funcionamento do posto em Barra do Garças. “A data para a inauguração deve ser definida nas próximas semanas”, adiantou.

 

No último dia 18 de setembro o juiz José Antonio Bezerra Filho esteve no município de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), juntamente com o juiz diretor do Foro, Anderson Candiotto, para expandir para aquela localidade o programa Justiça Comunitária. Já foi feito também contato com o juiz Francisco Ney Gaíva, na Terceira Vara da Comarca de Jaciara (144 km ao sul), para uma reunião para tratar também sobre a ampliação dos postos.

 

O programa Justiça Comunitária tem o objetivo de levar cidadania à população por meio de orientações jurídicas e serviços de saúde e educação, como atendimento odontológico e jurídico, emissão de cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e vacinação. Outra vertente são os atendimentos semanais que ocorrem regularmente aos sábados nos postos da Justiça Comunitária nos bairros.

premium

Ler Anterior

> Presidente da OABMT parabeniza Comissões Temáticas pelos trabalhos realizados

Leia em seguida

07/10/2015 – MEDIDA EXCEPCIONAL : Prisão temporária decretada sem base em atos concretos é ilegal

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *