Judiciário concederá Menção a magistrados e magistradas das unidades mais produtivas em acordos

Dia 17 de outubro é o prazo final para a seleção e inscrição de processos com possibilidade de negociação para a Semana Nacional da Conciliação, que ocorrerá de 8 a 12 de novembro. Como reconhecimento pela dedicação à Política Pacificadora, o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso agraciará com Menção Honrosa juízes e juízas das unidades mais produtivas em acordos durante a Semana.

“A gratidão é uma forma singular de reconhecimento, e o reconhecimento é uma forma sincera de gratidão”. A frase de Alan Vaszatte foi citada pela juíza coordenadora do Núcleo de Solução de Conflitos, Cristiane Padim da Silva, ao falar sobre o reconhecimento que será conferido. “Os magistrados e magistradas que, com criatividade e flexibilidade, alcançarem mais pessoas com as luzes da pacificação social e auxiliarem na composição dos conflitos serão agraciados com o registro do reconhecimento do Nupemec pelo exercício da relevante missão.”

De acordo com Cristiane Padim, a Semana Nacional da Conciliação é um grande marco da mobilização nacional em prol da cultura do diálogo, da busca pela construção conjunta de soluções de conflitos. Nesse sentido, a magistrada ressalta a importância da seleção dos processos para a Semana Nacional de Conciliação. “A identificação dos processos com possibilidade de negociação é fundamental para o sucesso do trabalho autocompositivo, no ponto em que os envolvidos na prestação do serviço autocompositivo e as partes do conflito trocam as lentes do litígio e da disputa pelas lentes da conversa e da colaboração. Com a conciliação, todos ganham: a sociedade e o judiciário que alcançará, inclusive, outras metas do CNJ.”

A juíza conclamou os executores do Direito para esse movimento voltado para o fortalecimento do diálogo e da pacificação social. “Importante toda a sociedade unir energias para dialogar e incentivar o diálogo; diálogo que pacifica, que constrói e que tem o poder de satisfazer os reais interesses dos envolvidos.  Então, a participação dos advogados, defensores públicos, promotores de justiça, juízes, servidores, mediadores, conciliadores, partes é imprescindível para o sucesso deste movimento pela conciliação, que é permanente!!”

Iniciativas – O Nupemec vem trabalhando fortemente em ações com várias frentes em conjunto com a Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Corregedoria-Geral da justiça (CGJ-MT), Conselho de Supervisão dos Juizados, Escola dos Servidores, Escola Superior da Magistratura e demais áreas da Justiça estadual para melhorar a prestação do serviço autocompositivo do Poder Judiciário mato-grossense.

Cristiane Padim cita como exemplo os projetos “Resolução Adequada dos Conflitos” e  “Gestão Inteligente das Pautas”, o desenvolvimento dos Portais do Mediador Certificado e do Mediador em Formação, a criação dos painéis relativos a Meta 03 e ao índice de Conciliação, a oferta da capacitação dos conciliadores credenciados e do aperfeiçoamento dos magistrados e demais colaboradores.

“Paralelo a isso, seguimos com a conclusão do curso para instrutores, instrutoras e para mediadores e mediadoras judiciais, além de parcerias para efetivação da lei do superendividamento e outras atuações no campo da cidadania e de acesso à justiça com a inclusão dos “excluídos digitais”. O trabalho é árduo e ainda há muito para se fazer, mas satisfatório, pois tem apresentado resultados surpreendentes na transformação da nossa cultura”, afirma a coordenadora do Nupemec.

A Semana Nacional da Conciliação – É promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com foco na pacificação social para promover o maior número de acordos possível nos tribunais de todo país.

Neste link você pode fazer o cadastro na Semana Nacional de Conciliação

http://semanadaconciliacao.tjmt.jus.br/CampanhaConciliacao/FichaInscricao.aspx

 

 

Por: Dani Cunha/ TJMT/Foto: Reprodução

Rocha

Ler Anterior

PF afirma que Prefeitura de Cuiabá pagou R$ 310 mil por medicamento, mas nunca entrou em estoque

Leia em seguida

STF não deve impôr prazo para Lira avaliar pedidos de impeachment

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.