> Jornada de Estudos será realizada dias 17 e 18

O município de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá) recebe, nos dias 17 e 18 de julho (sexta-feira e sábado), a VI Jornada de Estudos do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. O evento, que ocorrerá no Fórum da comarca, é realizado em parceria pela Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis-MT), Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) e Associação Mato-grossense dos Magistrados (Amam).
A Jornada é direcionada a magistrados do polo IX, que compreende os municípios de Barra do Garças, Novo São Joaquim, Nova Xavantina, Campinápolis, Água Boa e Canarana, e do polo Polo XI, que inclui as cidades de São Félix do Araguaia, Porto Alegre do Norte, Vila Rica, Querência e Ribeirão Cascalheira.
De acordo com o juiz auxiliar da Presidência do TJMT João Thiago Guerra, a ideia é levar o Poder Judiciário de uma forma mais simples e transparente até as comunidades. “A nossa intenção é estar presente nesses polos discutindo a realidade do Poder Judiciário”, complementou.
O magistrado falou ainda que serão feitas discussões de temas jurídicos de onde serão extraídos enunciados. “É uma grande movimentação não só do TJMT, mas da Escola da Magistratura em prol das comunidades, das comarcas, dos juízes, servidores e dos jurisdicionados”, ressaltou.
O encontro está previsto para iniciar a partir das 14h30 no dia 17 de julho, com abertura realizada pela Presidência do TJMT, Corregedoria, Esmagis e Amam. Às 19h30 será realizada uma plenária aberta ao público, com participação de autoridades e público geral.
No dia sábado, a partir das 9h, haverá apresentação, discussão e debates do tema “Sentença e coisa julgada no novo CPC”, conduzido pelo juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça Antônio Veloso Peleja Junior. Depois ocorrerão as conclusões dos trabalhos do Grupo de Estudos e confecção da “Carta de Barra do Garças”.

premium

Ler Anterior

> Telefone do Terceiro Juizado volta a funcionar

Leia em seguida

> OAB realiza evento para discutir maior participação da mulher no Parlamento

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *