Jornada de Estudos já tem datas programadas

Os locais para a realização das três últimas edições da Jornada de Estudos já estão definidos. As reuniões agregam juízes e desembargadores para discutir assuntos relacionados ao Direito e serão realizadas em Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá), Juína (735 km a Noroeste) e Cuiabá. O evento é realizado desde o ano passado e pelo menos outros sete polos já foram palco das discussões.

A divulgação dos locais foi feita na manhã desta terça-feira (5 de abril) durante reunião entre representantes da Associação Mato-Grossense de Magistrados (Amam), juiz Jorge Iafelice dos Santos, e da Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis-MT), o diretor João Luiz Bettini de Albuquerque Lins.

Em Tangará da Serra o evento será realizado nos dias 20 e 21 de maio, com a reunião dos polos V e VI. Esta edição reunirá juízes das comarcas de Diamantino, Arenápolis, Nortelândia, Nova Mutum, Nobres, Rosário Oeste, São José do Rio Claro, Tangará da Serra, Barra do Bugres, Campo Novo dos Parecis e Sapezal.

Já em 5 e 6 de agosto, o evento será realizado na Comarca de Juína. Estarão convocados os juízes de Juína, Juara, Aripuanã, Brasnorte, Porto dos Gaúchos, Colniza, Cotriguaçu e Tabaporã.

Em Cuiabá será realizado o último encontro, em 9 e 10 de dezembro, quando serão reunidos todos os magistrados do Estado.

“As jornadas são desenvolvidas em parceria com entre o Judiciário e a Amam com o objetivo de ir até os magistrados que trabalham no interior. Hoje sabemos que quase 60% dos juízes estão no interior do Estado, e alguns muito longe da capital, como é o caso das comarcas que integram o polo de Juína. Nesses encontros nós conseguimos integrar os magistrados”, explica Iafelice.

Lins complementa informando que os ganhos com a jornada realmente são enormes, pois os magistrados trocam informações sobre assuntos que são próximos às realidades que eles vivem nas comarcas. Ele destaca ainda que os juízes podem se inscrever para participar de qualquer edição da jornada, mesmo que não pertença ao polo que está realizando.

POR Keila Maressa

premium

Ler Anterior

> Projeto social atende comunidade de Sorriso

Leia em seguida

> Poder Judiciário viabiliza UTI pediátrica do Hospital de Câncer

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *