Instituto de Protesto e Condomínio assinam convênio para protestar inadimplentes

09/06/2016 – O protesto de inadimplentes em condomínio já é realidade em Mato Grosso. Nesta segunda-feira (6 de junho), foi assinado um convênio entre o Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT) e o Condomínio Residencial Topázio, em Cuiabá.

“É a forma mais ágil e segura de se cobrar moradores que não pagam seus compromissos. Nós representamos os 79 cartórios de protesto do Estado e todo o procedimento é feito pela internet, sem a necessidade de deslocamento. Com o novo CPC, o protesto se tornou uma excelente alternativa para os condomínios e esse convênio certamente trará resultados mais rápidos do que a cobrança por meio de execução de título extrajudicial”, pontuou a presidente do Instituto de Protesto, Velenice Dias de Almeida e Lima.

A síndica, Mariana Leopoldina de Almeida, e a subsíndica, Maria Rodrigues Lima, observaram que o regimento do condomínio já previa a possibilidade do protesto e estão confiantes. “Com a crise é difícil lidar com inadimplência e as despesas do condomínio acabam sendo arcadas pelos que pagam em dia, o que não é justo. Gostamos de saber que taxas extras também podem ser protestadas. Já avisamos a todos os condôminos do trabalho que iniciaremos”, pontuaram.

Procedimentos

Com o convênio do IEPTB-MT os procedimentos são centralizados e geridos pela Central de Remessa de Arquivos (CRA-MT). Todo o trabalho é feito de forma eletrônica, desde o envio dos documentos a serem protestados nos cartórios até o cancelamento do protesto (última etapa depois da quitação da dívida e pagamento dos emolumentos).

A gestora da CRA-MT, Tânia Pelissari, explica que há vantagens para os condomínios em firmarem convênio com o Instituto de Protesto. “Um exemplo: se o condomínio for enviar documentos de dívida direto para o Cartório de Protesto já tem que pagar na entrada. Já via Instituto, ele pode reunir vários documentos a um custo baixo pela gestão da cobrança. Os emolumentos do cartório são pagos pelo devedor e o protesto só é cancelado com a autorização do condomínio”, observou.

Interessados em saber detalhes sobre o protesto de documentos de dívida de condomínios podem entrar em contato pelo telefone (65) 3621-3046 ou pelo e-mail ieptb@protestomt.com.br.

Postado Por Luiz Augusto

premium

Ler Anterior

Inscrições para IV Corrida da Advocacia começam segunda-feira (13)

Leia em seguida

> Comarca de São Félix suspende prazos de 9 a 14

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *