• 22 de abril de 2021

Governo terá “força-tarefa” para priorizar Saúde e Segurança

02/01/2015 – O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, disse que os primeiros meses da administração do governador Pedro Taques (PDT) serão marcados por ações prioritárias nas áreas de Saúde e Segurança Pública.

O secretário afirmou, inclusive, que boa parte dos investimentos iniciais da nova gestão, que tomou posse na quinta-feira (1), será canalizada nesses setores.

“São ações que demandam grandes investimentos, sim. Temos um orçamento previsto e os investimentos serão canalizados para as medidas emergenciais na Saúde e na Segurança”, afirmou Paulo Taques.

“São ações que demandam grandes investimentos, sim. […] e os investimentos serão canalizados para as medidas emergenciais na Saúde e Segurança” Segundo ele, a medida é decorrente de diagnósticos elaborados pela equipe de transição e que apontam para números extremamente negativos nessas duas áreas. Citou como exemplos a falta de leitos em unidades públicas de Saúde e as altas taxas de criminalidade no Estado de Mato Grosso.

O secretário preferiu, no entanto, não detalhar as ações específicas que serão realizadas em cada uma dessas pastas, já que, nesta sexta-feira (2), os secretários e o governador Pedro Taques apresentam as metas previstas para os 100 primeiros dias da nova gestão.

Taques adiantou, contudo, que na área da Saúde, o governador tem como primeira medida estratégica a construção do Hospital Regional em Cuiabá, que foi também uma das promessas de campanha eleitoral.

“Não temos ainda um cronograma de obra elaborado. Isso será definido entre a Secretaria de Saúde, o Gabinete de Projetos estratégicos e a Casa Civil. Mas, mas essa será uma ação estratégica para estancar esses números que estão gritando contra a Saúde Pública de Mato Grosso. Além disso, existem as medidas emergenciais que serão detalhadas na reunião”, disse o secretário.

Força-tarefa

Além dos investimentos financeiros, o secretário-chefe da Casa Civil citou um “pacto de esforços”, que será firmado entre todos os secretários de Estado.

“Vamos investir toda a energia administrativa para alinhar as principais pastas. Se as necessidades maiores são a Saúde e a Segurança, vamos fazer a junção de todas as forças em prol de um esforço conjunto para ajudar essas áreas”, disse.

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO-Midianews

premium

Ler Anterior

“O grande sonho é o atendimento em 100% das comarcas”

Leia em seguida

“LADRÕES E TRAPACEIROS” “Contra estes vou empenhar tudo o que posso”, decreta Taques

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *