Fórum sedia mutirão de violência doméstica

A Central de Conciliação e Mediação de Cuiabá realiza mais um Mutirão de Conciliação de Violência Doméstica neste ano. Os atendimentos serão hoje, terça-feira (24 de março), das 8h às 17h, no Fórum da Capital.

Conforme a coordenadora da Central, juíza Adair Julieta da Silva, estão na pauta 40 processos cíveis que tramitam na 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca da Capital, sob a titularidade do juiz Jeverson Luiz Quinteiro. Serão duas bancas de conciliadores.

O mutirão é resultado de uma parceria entre a Central e a Segunda Vara Especializada para dar andamento célere aos processos e aumentar a produtividade. Conforme a juíza responsável pela Central, os processos selecionados para os mutirões são todos cíveis em que a mediação é indicada.

“A conciliação é rápida e é o melhor caminho para evitar traumas para as partes. Normalmente, o acordo também agrada aos dois lados, já que cada um faz a sua parte cedendo um pouco”, destaca a juíza Adair Julieta.

O assessor de gabinete da Segunda Vara de Violência Doméstica, Rudson Antonio dos Santos, também explica que as cautelares destacadas para o mutirão são medidas protetivas nas quais têm que se resolver questões cíveis, como pensão alimentícia, guarda e direito de visita aos filhos. Ele explica que quando o caso envolve situação de alimento e guarda os trâmites devem ser urgentes. Já o processo de divórcio e partilha de bens quando é mais complexo não entra no mutirão.

“Tínhamos uma conciliadora que fazia as audiências duas vezes por semana. Ao centralizar todas as audiências em um dia só passamos a conseguir atender mais pessoas. A média de tempo entre o dia do pedido da medida protetiva até a primeira audiência também reduziu bastante com os mutirões mensais”, observa Rudson.POR TJMT

premium

Ler Anterior

Inaugurado novo espaço do Centro de Solução de Conflitos e Cidadania de Várzea Grande (Cejusc-VG).

Leia em seguida

Prazos na Vara do Meio Ambiente e Juizado Volante Ambiental foram prorrogados

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.