Fávaro ouve demandas de criadores junto ao ministro interino de Agricultura Novacki

01/08/2016 – O vice-governador Carlos Fávaro participou, com o ministro da Agricultura e Pecuária (Mapa) em exercício Eumar Novacki, de um evento para ouvir as demandas das cadeias produtivas da carne do Estado. Representantes de criadores de bovinos, suínos, aves, ovinos e peixes apontaram mudanças na legislação sanitária, e a liberação do estoque público de milho como prioridades do setor.

“Ter a vontade política de vir discutir com a sociedade a desburocratização é fundamental pro Brasil voltar a crescer. O Estado de Mato Grosso está fazendo isso também com a modernização da legislação ambiental e tributária”, avalia Fávaro, que também é secretário de Estado de Meio Ambiente (Sema).

Fávaro se refere a contratação da empresa de consultoria Falconi para modernizar o processo de licenciamento ambiental em Mato Grosso, ação que deve impactar na diminuição de 34% no tempo de resposta da pasta.

Ele conta ainda que, com vistas a atender mellhor o setor produtivo, dois acordos de cooperação técnica foram assinados entre o Mapa, e o Governo do Estado, voltados à fiscalização. O primeiro tem por objetivo descentralizar a atividade de fiscalização do uso de sementes e mudas nas propriedades rurais. O projeto é pioneiro no país e deve servir de modelo para outros estados.

O segundo é uma transferência de recursos de R$ 4,5 milhões do governo federal para o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), a ser utilizado no sistema de fiscalização sanitária das fronteiras.

“Também ressalto a inversão da data de vacina de febre aftosa, um pleito da Acrimat (Associação dos Ctiadores de Mato Grosso), que foi recebido pelo Indea, e está em análise no Mapa. Em breve os pecuaristas estarão contemplados com esta legítima demanda”, afirmou Fávaro.

Ele parabenizou também o Ministro Blairo Maggi pelo grande feito conquistado, que é a abertura do mercado dos Estados Unidos para a carne brasileira in natura. O acordo aconteceu no dia 29 de julho, em Washington, durante o IX Comitê Consultivo Agrícola (CCA).

O ministro interino do Mapa, Eumar Novacki, disse que veio à Mato Grosso principalmente ouvir as demandas e mostrar a nova visão do ministério de Agricultura, que segundo ele atuará com estratégias bem definidas para alcançar os objetivos apontados pelos produtores.

“O Ministério tinha uma meta de atingir 10% do mercado internacional em 10 anos, porém o ministro Blairo Maggi lançou o desafio para que alcancemos esta meta em 5 cincos. Para isso precisamos do envolvimento do setor e dos nossos servidores, e principalmente deste estado, que é a locomotiva do agronegócio brasileiro”, explicou.

Estiveram presentes também o senador Cidinho Santos; o deputado federal Ezequiel Fonseca; o Superintendente Federal de Agricultura José Guaresqui;  secretário de Políticas Agrícolas, Neri Geller; Secretário adjunto de Agricultura da Sedec, Alextandre Possebon; o secretário adjunto de ATER e Assuntos Fundiários da Seaf, Corgesio Albuquerque; e o presidente do  Instituto de Defesa Agropecuária do Estado, Guilherme Nolasco.

premium

Ler Anterior

Reabertura do Cine Teatro em Cuiabá

Leia em seguida

Maluf participa de convenções em Barra do Bugres e Nova Olímpia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *