Escritório é negócio e não pode ser simples encontro de colegas de faculdade

O consultor Mario Esequiel fala de escritório de advocacia como um negócio de prestação de serviço jurídico, portanto, seus sócios devem encará-lo desta forma, e não como simplesmente um encontro de amigos, ex-colegas de faculdade para exercerem o Direito.

premium

Ler Anterior

Ministro Edson Fachin defende fim do foro por prerrogativa de função

Leia em seguida

STJ volta a analisar emissão de título rural relacionado ao Banco Santos

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *