Em Brasília, deputado Nininho cobra alterações na concessão da BR-163

12/08/2016 – “As alterações irão reduzir justamente a “confusão” no tráfego do trecho entre os quilômetros 117 a 120”, ressaltou Nininho.

 Nesta quarta-feira (10) o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Sérgio Lobo, atendeu à convocação do senador Wellington Fagundes (PR), para tratar da alteração da concessão da BR-163 (saída de Rondonópolis) sentido Campo Grande-MS que dá acesso ao terminal Ferroviário da América Latina Logística (ALL), que contou com a presença e apoio do deputado estadual, Ondanir Bortolini (PSD), Nininho.
Segundo o deputado Nininho, as obras que tiveram início em 2015 apresentam irregularidades com relação à segurança, principalmente em trechos que dão acesso para as empresas localizadas no distrito industrial de Rondonópolis e no distrito de Ouro Branco do Sul, localizado no município de Itiquira.
“Estamos cobrando a segurança de pessoas que trafegam diariamente nesses trechos, a passagem de nível ainda não foi instalada no distrito industrial de Rondonópolis. Outra obra que nos preocupa é o contorno em nível no acesso para o distrito de Ouro Branco do Sul no KM 35, da forma como está, o projeto não atende a grande demanda de caminhões e bi-trens que trafegam naquela rodovia”, completou o parlamentar.
O diretor da ANTT, Sérgio Lobo, adiantou que o pedido deve ser atendido e a mudança realizada no contrato, a bem de toda a população que trafega pelo trecho. “Nós recebemos o pleito da Associação dos Transportadores de Carga de Mato Grosso e de pronto já avaliamos que é totalmente viável. Em função das negociações e dos ajustes junto às concessionárias, o que foi acordado é que o Senado demandará a ANTT com os pleitos da ATC, e a agência analisará tecnicamente e requisitará a concessionária para que esta viabilize projeto técnico e executivo do pleito”, garantiu Lobo.

 

Ainda participaram da reunião, o presidente da Associação de Transportes de Cargas (ATC), Miguel Mendes e do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipetróleo), Aldo Locatelli.
Assessoria

premium

Ler Anterior

Poder Judiciário credenciará profissionais de saúde

Leia em seguida

Dirigentes sindicais se reúnem com o 3º secretário de saúde do governo Pedro Taques para ratificar necessidades urgentes dos trabalhadores

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *