Em Assembleia Geral, Sindspen-MT define medida a ser tomada em decorrência de negociação com Governo do Estado

Reunião definiu aguardar posicionamento do Governo do Estado até o dia 7 de dezembro com um indicativo de mobilização
 
O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso, (Sindspen-MT), realizou na tarde desta sexta-feira (19) a Assembleia Geral que teve como objetivo tratar de uma única pauta junto aos servidores, a valorização salarial.

A reunião tratou sobre as medidas a serem tomadas pelo sindicato que vive a expectativa do Governo do Estado anunciar um posicionamento sobre a proposta de valorização para a categoria. O diálogo com os policiais presentes foi aberto e todos puderam opinar e apresentar suas posições para que, em votação, todos pudessem participar da definição de uma estratégia.

“Nessa assembleia pudemos esclarecer para os servidores como está os andamentos da negociação sobre a valorização e também ouvir a opinião de cada um sobre como proceder após a posição do Governo. Depois desse processo de definir uma estratégia a ser seguida foi decidido que iremos aguardar essa posição do Governo até o dia 7 de dezembro, depois do dia 7 se não houver resposta do governo 72 horas depois faremos uma mobilização, caso a proposta não atenda o mínimo exigido da nossa proposta”, esclarece Amaury Neves, presidente do sindspen-MT

A reunião contou com mais de 400 policiais penais de vários municípios do Estado. Junto aos membros da diretoria executiva do sindicato – além do Presidente, o vice, Ricardo Henrique, o Secretário Geral, Lucivaldo Vieira e o advogado Elimar Azevedo Selvático – que deu seu parecer jurídico sobre a ação definida pelos policiais penais.

O Deputado Estadual João Batista (Pros), que vem sendo o porta-voz da categoria com o Governo na pauta da valorização, também esteve presente na assembleia.

Vindo de Rondonópolis com outros servidores, a Diretora Regional, Jacilene da Costa, Policial Penal, destaca a importância da categoria estar reunida para que o movimento esteja fortalecido ao executar a ação que foi definida em assembleia. “Para nós é muito importante esse movimento, onde reúne todos os servidores com o mesmo objetivo, ser valorizado. E mostrar para o Governo que nós, profissionais da segurança pública, somos importantes. Então a gente convoca que todos os servidores, Policiais Penais, estejam sempre presentes nos movimentos de assembleia – porque assim você vai estar fortalecendo o sindicato, fortalecendo a luta, que vai beneficiar todos de forma coletiva”, pontua.

Redação JA / Foto: Reprodução

Rocha

Ler Anterior

Bolsonaro diz que deputados que aplaudiram Lula no Parlamento Europeu são malucos

Leia em seguida

Comissão eleitoral realiza cerimônia de lacre das urnas

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *