Eleições 2016: Cidadão pode consultar registro de candidaturas e prestação de contas

08/08/2016 – Os cidadãos mato-grossenses podem acessar, no Portal do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, informações completas sobre os candidatos nas eleições deste ano, como proposta de governo, limite de gastos, listas de bens e dados relativos à prestação de contas.  Os dados estão disponíveis no link http://www.tre-mt.jus.br/eleicoes/eleicoes-2016/divulgacao-de-candidaturas-e-contas-eleitorais .

Também estão disponíveis nesse link informações pessoais dos candidatos como nome completo, data de nascimento, cor, sexo, estado civil, nacionalidade, grau de instrução, ocupação, partido ou coligação, bem como as certidões cíveis e criminais. O link também mostra se o candidato já participou de outras eleições.

Outra informação disponibilizada diz respeito à situação do Requerimento de Registro de Candidatura, para que o eleitor sabia se aquela candidatura foi deferida pelo juiz, sem recurso para o Tribunal; se foi indeferia na primeira instância e está com recurso para a segunda instância; se foi deferida pelo juiz mas está com recurso do Ministério Público para a segunda instância. Neste caso, o interessado em acompanhar o desenrolar do processo pode receber informações do andamento processual por e-mail. Basta se cadastrar no sistema push, disponível no site do Tribunal.

Ao acessar os dados relativos à prestação de contas dos candidatos, os eleitores saberão quais cidadãos (pessoa física) doaram para aquela campanha e onde foi aplicado esse dinheiro. O candidato também poderá receber doação do partido, informação que também deverá ser exposta na internet.

A Justiça Eleitoral orienta os eleitores a acessarem todas as informações disponíveis sobre os candidatos para que, assim, possam escolher seus representantes de forma consciente.

 

Redação JA/ Por: Andréa Martins Oliveira

premium

Ler Anterior

Pleno do STJ elege Mauro Campbell novo corregedor-geral da Justiça Federal

Leia em seguida

STF já julgou constitucional lei que proíbe manifestação política em estádios

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *