> Cuiabá: TJMT oferta novo treinamento sobre PJe

A equipe da Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTI) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso começou em junho o treinamento sobre o Processo Judicial eletrônico (PJe) e as próximas turmas têm data marcada:segunda-feira (20 de julho), na Escola dos Servidores, com dois horários disponíveis (8h às 12h e das 14 às 18h). Já o treinamento em Várzea Grande será realizado na terça-feira (21 de julho), no período matutino (8h às 12h), na Subseção da OAB.

 

Até o momento, oito comarcas já receberam a capacitação, sendo elas: Poconé, Cáceres, Mirassol d’oeste, Pontes e Lacerda, Comodoro, Diamantino, Tangará da Serra e Campo Novo do Parecis. Alguns advogados de Cuiabá também já participaram do treinamento, que, na Capital, é realizado em dez datas para atender o maior número de pessoas possível.

 

A capacitação é resultado de uma parceria entre o Tribunal de Justiça e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT). O Poder Judiciário espera que, ao longo de dois anos, mais de 15 mil advogados de 30 municípios mato-grossenses recebam o treinamento para manuseio do sistema.

 

O instrutor da CTI, Rosivaldo Rodrigues, explica que o objetivo dos treinamentos é tornar os advogados aptos a manusear, de forma eficiente, o sistema que substituirá o Processo Judicial Digital (Projudi). A equipe espera capacitar, pelo menos, 10 mil advogados ainda este ano.

 

Ainda no mês de julho, outras quatro comarcas devem receber o treinamento, sendo elas: Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, no dia 27 de julho, e Sorriso e Sinop, no dia 28 de julho.

 

PJe – O Processo Judicial Eletrônico é um sistema criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para gerenciamento de toda a tramitação dos processos, desde a proposição da ação até a sentença e o arquivamento.

 

Em Mato Grosso, o PJe tem aproximadamente 10 mil processos em trâmite e já está implantado em 24 das 325 varas existentes. A partir de novembro de 2015 o sistema deve ser implantado no Segundo Grau de jurisdição.

 

premium

Ler Anterior

> Telefone do Terceiro Juizado volta a funcionar

Leia em seguida

Paulo Cunha quer “zerar” estoque de recursos nos Juizados

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *