Cuiabá 296 anos!

Poucos homens foram chegando! Atraídos pela notícia da existência de muito ouro. Bacamarte, espingarda de carregar chumbo pela boca, moringa e uma boroca nas costas; eram os apetrechos de garimpeiros apelidados de Bandeirantes. Deixaram famílias para trás! Acamparam-se nas barrancas do rio Coxipó; Percorreram centenas de quilômetros pelos rios e pelas trilhas na mata.

Atacaram e foram atacados pelos índios – donos da região. Aprisionaram índios e índias e levaram-nos para seus acampamentos;- O tempo vale ouro! Vamos à luta! Diziam os homens de Paschoal Moreira Cabral.

Centenas de arroubas de ouro foram enviadas para El Rey de Portugal. Vila Bela da Santíssima Trindade! Minas do Sutil! Rio Coxipó e todo o solo da velha Cuyabá foram devidamente explorados durante duzentos anos.

Índios não se adaptaram ao serviço pesado; Trouxeram centenas de escravos – oriundos da África – para o serviço pesado da lavra de ouro; Pouco a pouco garimpeiros foram construindo suas casas, feitas de adobe (tijolão cru de argila sem queimar), ao longo do córrego da Prainha, muito rico em ouro. Pouco a pouco o vilarejo foi “subindo” pelos dois lados da margem do córrego da prainha.

Ruas estreitas por onde passavam carroças, carro de bois e a cavalaria – testemunhas da necessidade de uma comunicação fácil entre os vizinhos; Ao cair da noite vizinhos sentavam-se na calçada para contarem notícias da semana; Enquanto homens embrenhavam-se pelo garimpo mulheres comandavam seus lares no vilarejo de Cuyabá.

Assim nasceu nossa linda Cuyabá; Durante mais de cem anos cresceu lentamente!Naquele tempo comunicava-se através de cartas. No início do século XX iniciou-se o uso do Telégrafo; A navegação se fazia pelo Rio Cuiabá, pelo Rio Paraguai e por via marítima até o Rio de janeiro ou até a Europa;Na década de 1950 o Presidente da República Getúlio Dornelles Vargas promoveu a grande Marcha para o Oeste do Brasil; Milhares de famílias migraram para Mato Grosso em busca de novas oportunidades. Cuiabá que na década de 1970 – contava com apenas 80 mil habitantes recebeu milhares de pessoas que por aqui ficaram.

O gado multiplicou-se por milhões de cabeças; A agropecuária passou a representar a riqueza do Estado de Mato Grosso.Cuiabá transforma-se numa pequena metrópole e passa a ser a menina dos olhos de Brasília.

Sediou alguns jogos da Copa do Mundo de 2014. Cuiabá recebeu dezenas de bilhões de reais que a transformaram em uma cidade renovada. Cuiabá 296 anos! Mais de 400 mil habitantes e centenas de edifícios recém-construídos representam o cartão postal da menina moça!

Parabéns Cuiabá!

Cuiabá/MT, 08/04/2015.

Benedito Rufino da Silva – escritor e poeta.

premium

Ler Anterior

OABMT pede suspensão de prazos por dificuldade na emissão de guias

Leia em seguida

Fórum de Assuntos Fundiários será dias 9 e 10 de abril

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *