Corregedoria regional investigará uso de bens apreendidos

24/02/2015 – O uso de bens apreendidos pelo juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro será investigado pela Corregedoria Regional da Justiça Federal da 2ª Região. A Corregedoria Nacional de Justiça acompanhará a investigação.

Ao tomar conhecimento, pela imprensa, do uso de um dos veículos apreendidos no caso do empresário Eike Batista, a corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, entrou em contato com o presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região e com a corregedoria regional, quando foi informada de que um processo de sindicância fora instaurado pela corregedoria regional.

A apuração dos fatos e demais medidas ficarão, portanto, a cargo daquela corregedoria, porém a corregedora nacional de Justiça acompanhará o andamento do processo e seu resultado.

premium

Ler Anterior

CNJ e OAB avaliam versão-teste do Escritório Digital do Processo Judicial Eletrônico

Leia em seguida

Novo CPC, com conquistas para a advocacia, vai a sanção presidencial

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *