23/06/2015- Comissão Processante notifica vice-prefeito Arilson Arruda

O vice-prefeito de Várzea Grande – Arilson Arruda (PRB) foi notificado nesta segunda-feira, 22 de junho pela Comissão Processante formada na Câmara do município destinada a investigar o médico por supostamente não ter se desincompatibilizado da administração de suas empresas, na data quando foi convocado pela Justiça Eleitoral a assumir a administração municipal.

Dez dias serão disponibilizados para que o médico apresentar a defesa e os documentos aceitáveis pela Comissão e que compravam o afastamento dele das empresas até o dia 07 do mês passado, quando assumiu o cargo juntamente com a prefeita Lucimar Campos (DEM).

Isso está decretado no artigo 71 §§ 1º e 2º da Lei Orgânica do município, combinado e art. 6º inciso III do Decreto-Lei 201/1997. Elas apontam que tanto o prefeito ou vice-prefeito não podem desempenar funções de administração em qualquer outra empresa privada.

Vale ressaltar, que a Comissão Processante foi criada com consentimento do Plenário da Casa no dia 17 de junho após denúncia feita por Cícero Dantas, morador de Várzea Grande. Na acusação, Dantas pede a ‘extinção de mandato’ do vice Arilson.

A Comissão Processante é composta pelo vereador Maninho de Barros do PSD (presidente), Waldir Bento do PMDB (relator) e a vereadora Miriam Pinheiro do PHS (membro).

premium

Ler Anterior

23/06/2015- Juiz de MT participa de elaboração de Guia do CNJ

Leia em seguida

Plano de ação visa formatar Câmara de Conciliação

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *