08/07/2015 – Comissão Processante decide pelo arquivamento das denuncias contra o vice-prefeito de Várzea Grande

“Mas a decisão final pelo arquivamento das denuncias ou extinção do cargo, acontece na noite desta quarta-feira, 08 de julho, pelo soberano Plenário da Casa.”

Por dois votos favoráveis e um contrário, a Comissão Processante (02/2015) da Câmara de Várzea Grande – que analisa o pedido de extinção de mandato do vice-prefeito Arilson Arruda (PRB) -, resolveu pelo arquivamento das denuncias. A votação aconteceu na tarde de terça-feira (07), na sede do Parlamento várzea-grandense.

Os vereadores: Antônio Gonçalo Pedroso Maninho de Barros (PSD) e Pedro Paulo Tolares (SD) votaram pelo arquivamento, mas a vereadora Mirian Pinheiro do partido PHS decidiu pelo prosseguimento da acusação.

Mas a decisão final, pelo arquivamento ou extinção do cargo do vice-prefeito do município, acontece na noite desta quarta-feira, 08 de julho, pelo soberano Plenário da Casa, onde qualquer decisão precisará de apenas uma maioria simples dos edis.

Para os vereadores Maninho de Barros e Pedro Tolares, a os documentos juntados pela defesa de Arilson Arruda, comprovaram que o houve afastamento de fato do investigado da administração do Hospital Jardim Cuiabá, desde 2003.

Já para a vereadora Mirian Pinheiro não se convenceu através dos documentos apontados. Mirian não somente discordou com os papéis apontados pela defesa como ainda sugeriu que fossem realizadas diligências para coletar mais dadas e provas em cima das denuncias feita pelo morador do município, Cícero Dantas, de que Arilson não desincompatibilizou da administração de suas empresas, em 07 de maio, quando assumiu a função ao lado da prefeita Lucimar.Por Assessoria

premium

Ler Anterior

08/07/2015 – Juízes do Trabalho questionam MP que permite a redução de jornada e salário

Leia em seguida

08/07/2015 – Presidente da OABMT considera manifestação de presidente da Câmara desrespeito à classe

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.