Comissão marca oitivas para ouvir vereador Nilo Campos, testemunhas e a denunciante

A Comissão Processante que tramita na Câmara de Várzea reuniu na manhã desta terça-feira, 23 de junho, na Casa e decidiu pelo agendamento de oitivas, tanto do vereador Nilo Campos, da denunciante e das testemunhas arroladas no caso.

A intenção dos membros que compõem a CP é de elucidar as denuncias que pesam contra o Parlamentar pevista, afastado recentemente das suas funções, por ele ter supostamente mantido uma página na internet contendo conteúdo pornográfico e pedófilo.

O primeiro a ser ouvido será o próprio acusado. A audiência do vereador Nilo foi marcada para acontecer às 09 horas do dia 01 de julho de 2015, na própria Câmara.

Já as testemunhas arroladas como sendo de defesa serão ouvidas no mesmo horário e local, mais no dia posterior (02/07). São eles: Rodrigo Matheus Alves Rodrigues dos Santos, João Batista de Oliveira e Iohana da Silva.

No dia seguinte: 03 de julho de 2015, às 09 horas e mesmo local serão ouvidos os senhores; Gileno Augusto Felfili da Cunha e Alyrio Cardoso Filho. Ambos são técnicos em informática.

No dia 08 de julho, às 09 horas, caberá a denunciante Margarete dos Santos Bonfim comparecer na Câmara para prestar esclarecimentos a Comissão sobre tudo por ela manifestado em documento.

Uma semana após, 16 de julho, às 09 horas, também na Câmara, a jornalista Edina Araujo será ouvida representando o site VG Notícias.

Somente no final do mês, 29 de julho será a vez do presidente da Mesa Diretora da Casa – vereador Jânio Calistro do Nascimento ser escutado pelos demais edis: Joãozito, Miguel Baracat e Leonardo Mayer que formam a Comissão Processante.

Para o presidente da CP – João Tertuliano de Barros “Joãozito” (DEM), “é imprescindível que todos sejam ouvidos com muita atenção, para que uma decisão final seja tomada diante do caso, que ele considerou como gravíssimo.”

Vale ressaltar, que também participaram da reunião: a Diretora Geral da Casa – Marcelle Ramires Pinto Coelho, nomeada como secretária “ad hoc”, e a Procuradora da Câmara – Por  Lúcia Pereira dos Santos.

 

premium

Ler Anterior

23/06/2015- Projeto de Lei institui o Selo Estadual Empresa Amiga da Terceira Idade

Leia em seguida

TRE empossa dois juízes-membros do Pleno

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *