CDH protocola pedido na Sejudh para criação de saída alternativa para equipe de saúde

A presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OABMT, Betsey Polistchuk de Miranda, protocolou nesta quinta-feira (5 de março) um ofício na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) requerendo a mudança do setor de saúde da Penitenciária Central do Estado (PCE). Isso porque referido local está próximo da carceragem, fazendo com que os agentes de saúde corram riscos em caso de motim ou rebelião.

“É preciso afastar esses profissionais da carceragem, proporcionar mais segurança a eles, bem como uma rápida evasão em casos de tumultos. Eles não podem servir de reféns”, resumiu Betsey de Miranda.

A advogada acrescentou que outro fator agravante é que a entrada dos profissionais da saúde fica condicionada à presença da equipe de contenção. “Este fato é grave, pois, ao faltar essa equipe, os agentes da saúde não adentram no setor, o que está se tornando rotina na PCE, o que não pode acontecer”, finalizou.

OAB/MT

premium

Ler Anterior

Homenagens, palestras e ação social marcaram comemorações em Rondonópolis

Leia em seguida

Magistratura ganha força com presença feminina

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *