Botelho ratifica compromisso para gestão harmônica entre os Poderes

02/09/2016 – Em discurso no Plenário na manhã desta quinta-feira (1º), após ser eleito presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2017/2019, o deputado Eduardo Botelho destacou que em sua gestão à frente da Mesa Diretora buscará harmonia entre os Poderes.

“Quero dizer aos membros do Ministério Público, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça que vamos trabalhar na construção de uma harmonia entre os Poderes, para, juntos, construirmos um Mato Grosso melhor para todos”, declarou Botelho.

Atual 1º vice-presidente da Casa de Leis, Botelho afirmou que irá buscar unidade dentro do Parlamento junto aos demais deputados e que estará aberto ao diálogo. “Sei ouvir, trabalhar junto e, pode ter certeza, na hora de tomar decisões, faço isso com base em minhas convicções e do que ouvi das conversas com todos”, pontuou.

Para Botelho, o Parlamento vive um momento de muita liberdade, com discussão ampla de todos os projetos apresentados e mensagens do Governo. Ele negou que a Assembleia Legislativa seja um ‘puxadinho’ do Executivo.

“Nunca houve tantas emendas nos projetos do Governo que chegaram a essa Casa. As propostas são discutidas amplamente e os deputados emplacaram emendas na LDO, LOA, Fethab, que foram projetos polêmicos. Então, existe liberdade e essa liberdade vai continuar”, argumentou.

Na oportunidade, Botelho disse que o Governo do Estado terá um parceiro para discutir projetos de interesse do povo, mas também terá que ouvir a Casa de Leis. “São os deputados que sabem e conhecem os problemas pelo qual passa cada município e onde estão às mazelas por onde eles andam. Essa será uma meta da minha gestão”.

Aos funcionários da Casa de Leis, Botelho destacou que os servidores não terão um chefe, e sim, um líder. “O chefe impõe e o líder convence. Serei rigoroso na exigência do cumprimento do dever, mas valorizando aqueles que trabalham”, ratificou.

Eduardo Botelho foi eleito o próximo presidente da Assembleia Legislativa pela única chapa inscrita intitulada “União e Trabalho”, com 21 votos favoráveis e apenas três contrários. Juntamente com Botelho, foram eleitos mais seis deputados para compor a mesa, Gilmar Fabris (PSD) na 1ª vice-presidência; Max Russi (PSB) como 2º vice-presidente; na 1ª secretaria assume o atual presidente Guilherme Maluf (PSDB); a 2ª secretaria ficará com Ondonir Bortolini, o Nininho (PSD); na 3ª secretaria, o deputado Baiano Filho (PSDB); e na 4ª secretaria, o deputado Silvano Amaral (PMDB).

 

Redação JA/ Por; Sandra Costa

premium

Ler Anterior

Plano de Trabalho Anual passa por últimos ajustes

Leia em seguida

DESCASO: Zeca Viana cobra regularização de repasses às APAEs de Mato Grosso

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *