Bento Albuquerque é exonerado do Ministério de Minas e Energia

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, foi exonerado da chefia da pasta nesta quarta-feira, 11, segundo consta em decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU). Com a saída, Adolfo Sachsida foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para o cargo de ministro, deixando a chefia da Assessoria Especial do Ministério da Economia.

 

A exoneração do almirante Bento Albuquerque ocorre um dia após o ajuste do preço do diesel, anunciado pela Petrobras na segunda-feira, 9, passar a valer nas refinarias. Em live nas redes sociais na última quinta-feira, dia 5, Bolsonaro criticou a política de preços da Petrobras e pediu que os mesmos ficassem congelados.

 

Na ocasião, o presidente chegou a citar nominalmente Bento Albuquerque, além de José Mauro Coelho, presidente da Petrobras, ao afirmar que os servidores “não podem” aumentar o preço dos combustíveis. Bolsonaro também criticou o lucro registrado pela estatal no primeiro trimestre deste ano, enfatizando que o povo é violado em favor do acionista da companhia.

 

Por: Estadão Conteúdos/ Foto:  Governo estuda compensação em caso de alta dos combustíveis

Rocha

Ler Anterior

Licenciamento de veículos com placa final 5 deve ser pago até 31 de maio

Leia em seguida

Trabalhadores nascidos em abril podem sacar até R$ 1 mil do FGTS

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.