• 9 de março de 2021

Assistentes sociais querem cumprimento de lei federal no serviço público municipal de Cuiabá

08/06/2015 – Assistentes sociais juntamente com o Conselho Regional de Serviço Social (CRESS MT) farão amanhã (09-06), a partir das 18h30, um ato na Câmara Municipal de Cuiabá para reivindicar a aplicação da lei da jornada de trabalho. Com essa manifestação inaugura um diálogo com parlamentares, requerendo a aprovação do Projeto de Lei Municipal nº 006/2015, que dispõe carga horária de 30 horas semanais para os profissionais do Serviço Social no município de Cuiabá. Visa com isso a dar prosseguimento à novos entendimentos junto a gestão municipal.
O projeto de iniciativa do vereador Paulo Araújo (PSD), é baseado Lei Federal n.º 12.317/2010 prevê a jornada de 30 horas semanais sem redução salarial para os assistentes sociais. Para o profissional assistente social ter esse direito a lei exige que esteja inscrito no Conselho Regional de Serviço Social, possua formação superior na área e que exerça atividades compatíveis com os artigos 4º e 5º, da Lei de Regulamentação Profissional (Lei 8662/1993).
“O objetivo da manifestação é esclarecer e sensibilizar os vereadores, sociedade civil, instituições públicas e privadas sobre o cumprimento da referida legislação. Mesmo tendo sido sancionada em 2010, a Lei Federal nº 12.317, sendo vista com uma conquista dos profissionais do Serviço Social. A sanção da mesma é fruto de um longo debate em nível nacional. É reconhecido que o profissional do Serviço Social depreende uma grande energia e desgaste emocional e, portanto, necessária uma carga horária menos intensa, a lei foi aprovada, sancionada e tem sido implementada parcialmente e gradativamente na esfera do serviço público em âmbito municipal e estadual em Mato Grosso”, explicou a presidente do CRESS MT, Vera Lúcia Honório.

Local: Câmara Municipal de Cuiabá
Horário: 18h30
Data: 09/06/2015 (terça-feira)

premium

Ler Anterior

Para Deputado Federal, Fethab coopera com a transformação de MT

Leia em seguida

Diretoria da OABMT buscará apoio para reconhecimento de advogados públicos no Estado

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *