Assistência Social mantém serviço de busca ativa a 188 famílias em vulnerabilidade social na região da Grande CPA

As equipes de abordagem social da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência atuaram mais uma vez na manhã de hoje (30) realizando o trabalho de busca ativa de famílias que encontravam-se em frente a um açougue no CPA 2. A busca ativa possibilita o cadastramento e, posterior inclusão, nos serviços disponibilizados em um, dos 14 Centros de Referência de Assistência Social.

Somando os dados apurados nas últimas duas visitas, 188 famílias da região do Grande CPA serão visitadas pela equipe de abordagem social. Já o número de pessoas entrevistadas chega a 343, com o quadro de composição familiar variando entre dois a sete membros. Desse montante, 120 famílias cadastradas passaram a ser referenciadas pelo município, com entrega mensal de benefícios eventuais (cestas básicas, caixas de leite e kits de higiene).

Esse levantamento consiste na busca ativa dos casos/das situações de vulnerabilidade e desproteções sociais. Os cadastros foram feitos das famílias e indivíduos atendidos na região norte entre os bairros CPA II e III.

O trabalho executado se dá por meio de entrevista (questionário específico) para inserção e orientações sobre os serviços da política de assistência social, bem como o mapeamento territorial da área de abrangência de moradia dos usuários.

Além também de garantir a segurança alimentar e nutricional dos usuários. “Esse trabalho de intervenção foi para incluir esses usuários nos serviços da política de assistência social do município de Cuiabá, assegurando assim os direitos sociais conforme prevê a Lei Orgânica da Assistência Social. O trabalho realizado de forma contínua pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência. Além de contribuir com a gestão municipal na elaboração de um planejamento específicos, com base nas intervenções por meio de políticas públicas que visem melhorar e/ou reconduzir e ampliar as políticas públicas municipais”, disse a coordenadora Técnica de Gestão da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Patrícia Cavalcante.

No caso das pessoas que estão aptas para trabalharem, elas são inseridas nos cursos oferecidos pela Prefeitura de Cuiabá, por meio do programa Qualifica Cuiabá 300, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e identificado o perfil destas pessoas, elas podem ser inseridas no mercado de trabalho por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine Municipal).

O acompanhamento e monitoramento das famílias vêm sendo realizado pela Secretaria desde o mês de julho de 2021 até o presente momento. As informações relativas às famílias atendidas foram confirmadas por meio de visitas in loco nas residências para conhecimento real das principais necessidades.

“Com base nos dados apurados teremos acesso as informações socioeconômicas e geográficas relativas à realidade local, entre outros. Dessa forma, será possível obter uma visão ampliada da realidade mapeada segundo informações não só da Assistência Social isolada, mas da sua conexão com outros fatores sociais, econômicos e culturais próprios da região”, pontuou Patrícia.

Após o levantamento, as famílias passam a ser assistidas nas quatorze unidades dos CRAS.

Por: Carolina Miranda/ Foto: Davi Valle

Rocha

Ler Anterior

OAB questiona ​prioridade a representantes comerciais entre credores de empresas em recuperação judicial

Leia em seguida

MPMT firma acordo com Município para aplicação de recursos do Fundeb

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.