Antonio Joaquim assume como presidente regional do PTB

27/10/2017 – O ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), anunciou nesta quinta-feira (26) que o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Antonio Joaquim assumirá a presidência regional do partido no estado no dia 8 de novembro, data do ato de sua filiação.

Antonio Joaquim, que está afastado de suas funções no TCE desde o dia 27 de setembro por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), protocolizou pedido de aposentadoria e revelou que irá disputar o governo nas eleições de 2018.

Em um vídeo divulgado por Joaquim em suas redes sociais na tarde de ontem, o presidente nacional do partido diz que estará em Cuiabá no dia 8 de novembro para a filiação e anuncia que o candidato ao governo também estará na presidência regional do partido.

“Convido vocês para um grande evento político, cívico, cidadão do Partido Trabalhista Brasileiro, a afiliação no dia 8 de novembro agora em Cuiabá de Antonio Joaquim nos quadros do PTB, ele entra e já assume o comando, já assume a caneta e é o presidente regional do partido no estado”, diz ao lado do conselheiro afastado.

Ainda conforme Roberto Jefferson, a candidatura de Antonio Joaquim irá alavancar o partido e que sua candidatura vai mudar a estrutura arcaica de Mato Grosso.

“Ele vem para alavancar o partido e preparar. Nós estamos em cima dele, mas vai dar certo. Ele vem, tem o objetivo, vai disputar a eleição de governador do estado. É uma candidatura forte, pujante. Vem para modificar as estruturas que estão ficando arcaicas, carcomidas, atrasadas, no passado. E ele tem condições de renovar, tem condições de construir e tem condições de fazer o futuro, o presente, sonhando por você que é cidadão de Mato Grosso”.

Antonio Joaquim foi afastado do cargo de conselheiro do TCE no dia 27 de setembro, um mês após o ministro Luiz Fux retirar o sigilo da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Segundo depoimentos do ex-gestor, Joaquim está envolvido em um esquema de pagamento de uma propina de R$ 53 milhões que foi dividida entre cinco conselheiros.

premium

Ler Anterior

Assembleias podem extinguir tribunais de contas municipais, decide STF

Leia em seguida

Desembargadores votam por aposentadoria de juiz acusado em fraudes a recuperação

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *