• 21 de abril de 2021

> Ampara faz curso sobre adoção em Primavera

A convite da Primeira Vara da Infância e Juventude da Comarca de Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá), a Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) realizou, nos dias 10 e 11 de julho, um curso preparatório para os pretendentes que fazem parte do cadastro de adoção no município de Primavera.

 

O curso “Pré-Natal da Adoção”, que contou com a participação de mais de 50 pretendentes, foi bastante elogiado pela juíza da Vara da Infância, Aline Luciane Ribeiro Viana Quinto Bissoni.

 

“A visita da Ampara, que ministrou este curso maravilhoso, foi um momento único. A participação dos pretendentes foi excelente. Todas as informações repassadas pela associação são fundamentais, porque ajudam a preparar as pessoas para este grande ato de amor, que é a adoção. Essa é uma decisão muito importante e que não deve ser tomada por quem não tem vocação para adotar”, destaca a magistrada.

 

Para a juíza, outro ponto importante do curso foi o que esclareceu aos pretendentes sobre a importância de buscar a adoção pelo procedimento legal. “Este é o caminho correto. Os pretendentes devem buscar exclusivamente esta via. Neste sentido o curso também foi muito elucidativo”.

 

Oferecer curso preparatório para os pretendentes à adoção está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), na Seção VII, ‘Da Habilitação de Pretendentes à Adoção’, art. 197-C.

 

No mês de março a Ampara esteve na Comarca de Primavera realizando um treinamento para técnicos, gestores da infância, assistentes sociais e cuidadores da instituição de acolhimento do município.

 

A ação faz parte do projeto Amparando, que visa o fortalecimento da rede de proteção da criança e do adolescente, capacitação dos técnicos e a criação de grupo de apoio à adoção. “O objetivo foi disseminar o projeto Amparandoem Primavera. Precisamos mostrar a importância da adoção e estimular a causa, capacitando os profissionais da área”, destacou Lindacir Rocha Bernadon, ex-presidente e voluntária da instituição.POR TJMT

 

premium

Ler Anterior

16/07/2015 – Candidato à OAB pode fazer campanha por WhatsApp​

Leia em seguida

> Magistrados participam do Circuito Aprosoja

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *