Advogados envolvidos em processo fraudulento de falecido em Várzea Grande são excluídos pelo Tribunal de Ética e Disciplina da OABMT

20/03/2015 – O Tribunal de Ética e Disciplina da OABMT decidiu, nesta quinta-feira (19 de março), pela exclusão de dois advogados dos quadros da Ordem, acusados de envolvimento em processo fraudulento do espólio de um cidadão falecido em Várzea Grande. Em 2010, uma pessoa teria se passado pela parte para admitir perante o juízo uma dívida de R$ 8 milhões com uma empresa supostamente de fachada.

O presidente do Tribunal de Ética, João Batista Beneti, explicou que outros dois advogados ainda estão sendo investigados. “Recebemos do Tribunal de Justiça informações do processo judicial que resultou na aposentadoria compulsória do magistrado em 2014. Assim, como surgiram outros nomes de advogados acusados de envolvimento, decidimos instaurar processos diferentes”, sublinhou.

A decisão foi unânime pela 7ª Turma do TED e os advogados podem recorrer ao Conselho Seccional que deverá analisar se mantém ou não a exclusão dos quadros da Ordem.FONTE OAB/MT

premium

Ler Anterior

Comarca de Campo Novo seleciona juiz leigo

Leia em seguida

Importância da advocacia na administração da Justiça é abordada a alunos

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.